PUBLICIDADE
Topo

Adeus, mercado? Compra do mês feita por robôs chega em 2021, diz startup

As idas ao supermercado estão com os dias contados; uma startup vai lançar em 2021 um serviço de entrega em que robôs farão as compras e as entregarão diretamente na casa dos consumidores - iStock
As idas ao supermercado estão com os dias contados; uma startup vai lançar em 2021 um serviço de entrega em que robôs farão as compras e as entregarão diretamente na casa dos consumidores Imagem: iStock

15/05/2020 18h48

Os robôs farão as compras em uma startup americana que aposta em depósitos totalmente automatizados para vender alimentos e outras mercadorias sem supermercados como intermediários, no momento em que a pandemia aumentou a preocupação com a segurança no trabalho e dinamizou as compras pela internet.

O novo serviço de entregas pretende criar um modelo de venda no varejo alimentado pela robótica, com o objetivo ambicioso de eliminar os supermercados como intermediários. Os desenvolvedores trabalham no projeto há anos, mas só revelaram ao público seus planos nesta semana. O objetivo é fazer o lançamento em 2021.

O diretor do projeto, Louis Borders, disse à AFP que a empresa pretende se lançar em extensas regiões metropolitanas do mundo, começando com alimentos e seguindo com a venda de "dezenas de milhões de produtos", em uma versão digital dos hipermercados europeus.

San Francisco foi a área escolhida para dar o pontapé no projeto. Começar do zero com os depósitos automatizados e inteligência artificial dará à empresa uma vantagem sobre players estabelecidos no setor, como Amazon e Walmart, que vêm introduzindo aos poucos a robótica, disse o líder do projeto.

A entrada em prática do projeto na Califórnia tem como objetivo preencher lacunas no sistema de venda no varejo expostas durante a pandemia, assinalou Borders.

"A Covid-19 revelou aos consumidores como os supermercados são intermediários desnecessários entre suas famílias e os produtos frescos de que necessitam", comentou o diretor do projeto, prevendo que os depósitos robotizados contarão com um terço dos funcionários de seus pares. Eles ficarão encarregados das entregas, do atendimento ao cliente e das devoluções.