PUBLICIDADE

Topo

eSport


Counter-Strike: Zews anuncia saída da MiBR e cita "problemas enraizados"

Zews fazia parte da MiBR desde dezembro de 2018, quando iniciou a segunda passagem pela equipe brasileira - Divulgação/MiBR
Zews fazia parte da MiBR desde dezembro de 2018, quando iniciou a segunda passagem pela equipe brasileira Imagem: Divulgação/MiBR

Gabriel Oliveira

Colaboração para o START

26/03/2020 09h53

Em má fase, a equipe de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) da Made in Brazil (MiBR) perdeu o seu treinador: Wilton "zews" Prado anunciou a saída do clube, em um duro comunicado em que citou problemas "complexos, pesados e enraizados".

Zews fazia parte da MiBR desde dezembro de 2018, quando iniciou a segunda passagem pela equipe brasileira. Ele esteve com Gabriel "FalleN" Toledo e companhia na Luminosity Gaming e na SK Gaming, entre 2015 e 2016, na época em que o time conquistou dois títulos mundiais.

Além de técnico, Zews chegou a jogar pela MiBR em 2019, depois da saída de Coldzera - Divulgação/MiBR
Além de técnico, Zews chegou a jogar pela MiBR em 2019, depois da saída de Coldzera
Imagem: Divulgação/MiBR

Depois, Zews passou pelas norte-americanas Immortals (como jogador) e Team Liquid. Coincidentemente, na mesma época, o time do Brasil caiu de produção, o que suscitou muitas cobranças da comunidade pela contratação de um técnico.

Mesmo com Zews de volta, a MiBR não retomou as boas performances. Nesta segunda passagem do treinador, a equipe não conquistou títulos e vem acumulando campanhas decepcionantes nas competições internacionais nas temporadas 2019 e 2020, com derrotas para times de menor expressão e eliminações precoces.

Atualmente, a MiBR ocupa a 25ª posição no ranking de equipes do site HLTV.org, especializado em CS:GO.

Os problemas vividos por aqui são mais complexos, pesados e enraizados do que aparentam
Trecho de comunicado de Zews sobre sua saída da MiBR

Desligamento e críticas

No comunicado em que anunciou seu desligamento do clube, publicado nas redes sociais, Zews disse que a equipe pecou nas "expectativas e cobranças impostas por nós mesmos", que, somadas aos problemas enfrentados, "acabaram contribuindo para uma ladeira ainda mais íngreme para escalarmos".

O treinador admitiu que falhou ao não tomar atitudes que julgava necessárias para a reabilitação do time e ao se conformar com decisões tomadas.

"Gostaria de dizer que acredito que os problemas da MiBR estarão mais próximos de serem resolvidos, mas, infelizmente, não sei se acredito ser o caso. Os problemas vividos por aqui são mais complexos, pesados e enraizados do que aparentam e, em minha visão, todas as soluções tendem a ser mais complexas também, requerendo uma mudança maior no elenco e/ou em sua cultura", escreveu Zews, sem dar detalhes.

Depois, parte dos pro-players do elenco da MiBR se manifestou. O capitão FalleN declarou que a equipe tem muito a resolver internamente.

Epitácio "TACO" Melo escreveu que não esperava por tal desfecho quando os jogadores decidiram entrar para a MiBR.

O argentino Ignacio "meyern" Meyer, contratado em dezembro do ano passado pela MiBR, exaltou o orgulho de ter trabalhado com um dos melhores treinadores da história do CS:GO.

Os outros dois componentes da equipe, Vito "kNg" Giuseppe e Fernando "fer" Alvarenga, ainda não tinham se manifestado publicamente até a publicação desta matéria.

Divulgação/MiBR
Imagem: Divulgação/MiBR

Novos caminhos

Em stream realizada logo após o anúncio, FalleN disse que a MiBR tem de "encarar a realidade" e reconhecer que a equipe está em um momento de "buscar o seu espaço".

"Estamos tentando colocar um pouco mais de intensidade nos jogos, temos um time em que uns jogadores são mais frios e centrados, acabam comunicando de uma maneira que falta intensidade. Estamos buscando aumentar isso", analisou.

O capitão comentou também que os cyber-atletas não irão procurar por um novo técnico por enquanto e que o manager Ricardo "dead" Sinigaglia assumirá a posição.

Zews disse que não tem futuro definido e que continuará nos Estados Unidos analisando as opções.

A MiBR tem disputado campeonatos online, em razão da interrupção das disputas presenciais por conta da pandemia do novo coronavírus. A equipe brasileira será uma das participantes do ESL One Rio Major 2020, o campeonato mundial de CS:GO que será realizado no Rio de Janeiro, adiado de maio para novembro.

Zews na MiBR, ao lado de Coldzera e TACO - Reprodução
Zews na MiBR, ao lado de Coldzera e TACO
Imagem: Reprodução

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

eSport