PUBLICIDADE

Topo

eSport


Brasileiro se prepara para mundial de Street Fighter V: "Chegou a hora"

Zenith é o Brasil no mundial de SF V - Reprodução
Zenith é o Brasil no mundial de SF V Imagem: Reprodução

Jefferson Kayo

Colaboração para o START

12/12/2019 04h00

Começa nesta sexta-feira (13) a Capcom Cup 2019, o último evento da Capcom Pro Tour, e etapa que vai determinar quem é o melhor jogador de "Street Fighter V" do mundo. Na disputa, temos um brasileiro: Raphael "Zenith".

Em conversa com o START, ele falou das dificuldades pela falta de patrocínio, mas se diz feliz com o resultado obtido até aqui. "É pelo que eu vinha batalhando".

A trajetória do brasileiro

Zenith conquistou a vaga para o "mundial" de "Street Fighter V" ao vencer a final regional Latam da Capcom Pro Tour, que aconteceu em outubro, em Porto Rico. O torneio teve nomes conhecidos da cena profissional, como MenaRD, Daigo Umehara, Luffy, NuckleDu, iDom, Fuudo, Xian, Oil King, Punk, entre outros.

A disputa foi difícil, mas o brasileiro apresentou um jogo perfeito com sua Menat e levou o torneio de forma invicta, vencendo a final por 3x2 contra o peruano Pikoro.

"De julho para cá, foi o meu objetivo (ganhar a vaga para a Capcom Cup)", confessa Zenith ao START.

"A verdade é que eu estou menos ansioso agora do que da hora em que ganhei a final LATAM. Ali quando ganhei eu ficava pensando 'Caramba, agora só daqui 40 dias', mas agora chegou a hora".

Tretas e dificuldades

Os torneios Fight in Rio e Treta Champioship fazem parte do circuito oficial da Capcom Pro Tour. Por isso, são os eventos mais prestigiados da comunidade brasileira. Em ambos, Zenith foi muito bem.

No Fight in Rio, ficou com o vice-campeonato (perdeu para Diego "Dark" Lins, outro grande nome do cenário brasileiro de Street Fighter), e posteriormente, no Treta Championship, sagrou-se campeão. Com isso, ele acumulou mais pontos para a CPT, garantindo passagem para a final regional em Porto Rico.

A Capcom Cup é um palco onde poucos brasileiros já tiveram a chance de pisar e Zenith agora faz parte de um seleto grupo que conta com Eric "Chuchu", Keoma Pacheco, Thomas "Brolynho" e Renato "DidiMokof". Todos grandes nomes da cena competitiva no país.

Diferentemente dos demais companheiros de jogo, porém, Zenith não possui um time o apoiando e gerenciando a sua carreira de jogador. Como autônomo, ele precisa se programar e manter o foco para não perder seu objetivo de vista.

"A gente precisa escolher. É difícil porque quase ninguém que está na comunidade vai além da classe média", diz Zenith.

Tem gente que mora na periferia, tem gente mais próxima ao centro, mas tá todo mundo no limite, não tem ninguém rico na comunidade. Ainda mais no fighting game, que tem uma origem de periferia por aqui
Zenith, jogador de Street Fighter V

"Então eu tinha que fazer escolhas. Pensei comigo, que se alcançasse um resultado bom no Fight in Rio, eu me dedicaria mais para o próximo evento", contou o jogador.

Chuchu, Keoma, Zenith e outros jogadores da cena competitiva de jogos de luta no Brasil - Reprodução
Chuchu, Keoma, Zenith e outros jogadores da cena competitiva de jogos de luta no Brasil
Imagem: Reprodução

A caminhada para Zenith precisou ser medida passo a passo devido à sua falta de patrocínio. "Você sabe que vai ter que se dedicar para conseguir melhores resultados, você vai ter que se desdobrar inteiro, e às vezes é meio loucura, não compensa", desabafa.

Formado em Design e trabalhando com fotógrafo freelancer, ele foi de competição em competição somente com o dinheiro das premiações. "Só depois de ganhar a final regional que eu pude colocar um pouco o pé no freio e relaxar, sabendo que eu tinha conseguido ganhar algum dinheiro e poderia cobrir as minhas contas", revela.

Mundial: Capcom Cup ou EVO?

Capcom Cup é o torneio que finaliza a Capcom Pro Tour - Carlton Beener
Capcom Cup é o torneio que finaliza a Capcom Pro Tour
Imagem: Carlton Beener

A Capcom Cup é a etapa final da Capcom Pro Tour, um circuito de competições que acontece durante todo o ano, em que os jogadores acumulam pontos em torneios pelo mundo, tanto presenciais quanto online.

O circuito acontece todos os anos desde 2014 e contribuiu para aumentar a visibilidade da cena de Street Fighter (e dos demais jogos de luta do mercado) dentro do mundo de eSports.

É fato que o Evolution, o EVO, ainda é o maior torneio de jogos de luta do planeta, mas agora ele divide um pouco da sua atenção com a Capcom Cup, pelo menos no que diz respeito ao jogo da Capcom, que funciona como uma via oficial da empresa para eleger o maior jogador de "Street Fighter" daquele ano.

EVO ainda é o evento de jogos de luta mais prestigiado do mundo - Robert Paul/Capcom
EVO ainda é o evento de jogos de luta mais prestigiado do mundo
Imagem: Robert Paul/Capcom

Apesar disso, ser o melhor jogador de "Street Fighter" em ambos os torneios no mesmo ano não é uma tarefa fácil. Desde o seu início, em 2013, nunca na história da Capcom Cup aconteceu de o vencedor do EVO ganhar também o torneio oficial da Capcom no mesmo ano.

Em 2019, o atual campeão do EVO, o japonês Masato "Bonchan" Takahashi, também vai disputar a Capcom Cup e tentar fazer história.

Para quem quiser acompanhar se Bonchan conseguirá esse feito e também saber o desfecho da saga do brasileiro "Zenith", a transmissão da Capcom Pro Cup 2019 começa na sexta-feira, 13 de dezembro. A etapa com os TOP 32 começa no sábado, e domingo a disputa esquenta com os TOP 16 e a finais.

eSport