Cate Blanchett pede foco na educação para refugiados em fórum

Por Johnny Cotton

BRUXELAS (Reuters) - A educação para os refugiados, o apoio aos países anfitriões e os relatos pessoais daqueles que foram forçados a fugir de suas casas devem ser o foco do segundo Fórum Global sobre Refugiados nesta semana, afirma a embaixadora da boa vontade da Acnur Cate Blanchett.

Políticos, diplomatas, instituições de caridade, empresas e refugiados se reúnem em Genebra de 13 a 15 de dezembro para o que a Agência da ONU para Refugiados (Acnur) chama de maior encontro internacional sobre refugiados do mundo. O evento é realizado a cada quatro anos.

Junto com eles estará Blanchett, que viajou para Jordânia, Níger e Sudão do Sul este ano como parte de seu papel humanitário.

"É importante focar no quadrante da educação e realmente apoiar as comunidades anfitriãs", disse Blanchett à Reuters.

"Outra coisa é que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (das Nações Unidas) serão considerados um fracasso, a menos que os refugiados estejam no centro deles, então acho que será muito importante que as pessoas ouçam as vozes dos próprios refugiados sobre o que eles precisam e como eles podem fazer parte das soluções."

Conflitos, pobreza e mudança climática fizeram com que um número recorde de 114 milhões de pessoas deixassem suas casas em todo o mundo, disse a Acnur em outubro, enquanto os governos ocidentais estão sob crescente pressão interna para se tornem mais rígidos com os solicitantes de asilo, com alguns considerando esquemas para deportá-los.

"Há motivos que se sobrepõem para que as pessoas se mudem e, portanto, precisamos (...) encontrar lugares onde tenhamos conversas adultas sofisticadas que sejam compassivas e humanas", disse Blanchett.

A atriz, duas vezes vencedora do Oscar, foi nomeada embaixadora da boa vontade da Acnur em 2016, um papel que inclui apoio, arrecadação de fundos e encontros com refugiados em diferentes países.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes