Ator Adam Driver fala em "pressão para acertar" na cinebiografia "Ferrari"

LONDRES (Reuters) - O ator norte-americano Adam Driver mais uma vez usou sotaque italiano em seu último filme interpretando o fabricante de automóveis Enzo Ferrari em uma nova cinebiografia dirigida pelo veterano Michael Mann.

Ambientado em 1957, em Modena, na Itália, "Ferrari" centra-se num período-chave da vida do antigo piloto de corridas, à medida que ele supera a morte de seu filho, luta para manter sua empresa e procura dominar as pistas.

Driver, que interpretou o empresário da moda italiana Maurizio Gucci em "House of Gucci", assume o papel principal, com a atriz espanhola Penelope Cruz interpretando a esposa de Ferrari, Laura.

"Definitivamente houve uma pressão adicional, porque estávamos filmando em Modena e a iconografia da Ferrari é muito óbvia, assim como as pessoas lembram diariamente o quanto a Ferrari significa para aquela área especificamente na Itália, para não mencionar a Itália em geral", disse Driver à Reuters na pré-estreia do filme no Reino Unido.

"Então a pressão... era para acertar."

O elenco do filme também inclui a atriz norte-americana Shailene Woodley como Lina Lardi, amante de Ferrari e mãe de seu filho sobrevivente, Piero, e o ator norte-americano Patrick Dempsey, que interpreta o piloto italiano Piero Taruffi.

O personagem participa das cenas aceleradas e cheias de adrenalina dos carros esportivos vermelhos competindo na lendária corrida de estrada Mille Miglia pela Itália.

"Normalmente você pega atores e faz gravações adicionais de diálogos", disse o diretor Mann sobre o trabalho de som do filme. "Estávamos fazendo sons adicionais de carros com carros reais."

Lançado no Festival de Cinema de Veneza, o filme chegará aos cinemas no fim deste mês.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Marie-Louise Gumuchian)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora