Agente da PF suspeito de contrabando participou de série de TV sobre aeroportos

O policial federal Gianpiero Nieri Rocha, de 48 anos, que foi um dos participantes da série de televisão "Aeroporto: Área Restrita", é um dos alvos da Operação Ládon, da Polícia Federal (PF), deflagrada na última sexta-feira, 1º, que investiga um esquema de contrabando de ouro em aeroportos brasileiros.

Na produção audiovisual, Nieri aparece como um dos profissionais responsáveis no combate deste tipo de crime no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Segundo o portal Metrópoles, Nieri e outro policial federal, Ernesto Kenji Igarashi, de 51 anos, foram afastados da PF e estão sendo monitorados por tornozeleiras eletrônicas. Os dois agentes recebiam ouro e repassavam para pessoas que eram responsáveis por transportar o metal precioso. O material seria oriundo de garimpos clandestinos.

Em uma nota enviada ao Estadão, a PF afirmou que a Operação Ládon tem como objetivo apurar a possível ocorrência dos crimes de organização criminosa, usurpação de bens da União, evasão de divisas, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A corporação afirmou que as investigações se deram entre 2018 e 2022. No período, foi constatado que um grupo teria transportado ilegalmente centenas de quilos de ouro para o exterior a partir de voos internacionais oriundos de São Paulo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes