Mulher que supostamente inspirou personagem de 'Bebê Rena' processa Netflix

Fiona Harvey, 58, mulher que supostamente teria inspirado a personagem Martha Scott, da série "Bebê Rena", processou a Netflix.

O que aconteceu

A mulher pede uma indenização de pelo menos US$ 170 milhões (equivalente a R$ 893,9 milhões).

A ação alega que Harvey está sendo vítima de difamação, violência emocional, negligência e violação de direito.

Segundo os advogados de Harvey, a série é baseada em mentiras: "'Bebê Rena' é a maior mentira da história da televisão. É uma mentira contada pela Netflix e pelo criador da série, Richard Gadd, por ganância e desejo de fama. Uma mentira projetada para atrair mais espectadores, obter mais atenção, ganhar mais dinheiro, destruir cruelmente a vida da Requerente, Fiona Harvey, uma mulher inocente difamada".

Em "Bebê Rena", Martha Scott (interpretada pela atriz Jessica Gunning) aborda o comediante Donny (vivido por Richard Gadd, ator e autor da obra) enquanto ele trabalhava em um bar em Londres, na Inglaterra. A partir aí, ela começa a persegui-lo, inclusive por meio de emails, e ir ao local de trabalho dele todos os dias.

Gadd diz que a série é baseada em sua história real e que ele foi perseguido obsessivamente por uma mulher como Martha.

Deixe seu comentário

Só para assinantes