Conteúdo publicado há 17 dias

Preta Gil diz que perdeu dois bebês de ex-marido: 'Tive que fazer cesárea'

Preta Gil, 49, contou que perdeu dois bebês do ex-marido, o diretor de cinema Rafael Dragaud. A cantora afirmou que precisou fazer cesárea.

O que aconteceu

No podcast Mil e Umas Tretas, a cantora foi questionada se teve vontade de ter um segundo filho. Ela é mãe de Francisco, 29, cantor da banda Gilsons, fruto do relacionamento com Otávio Muller, 58.

A cantora, então, afirmou que chegou a engravidar, mas perdeu os bebês. "Eu pensei, não, eu tentei. Eu perdi dois bebês depois que eu tive o Fran. Me separei do Otávio, casei com o Rafael e nós ficamos grávidos do primeiro bebê", disse ela.

A gestação foi até o quinto mês. Um dia, na fatídica ultrassonografia, o Francisco sentado na minha perna e o médico pediu para tiraram ele da sala. Eles começam aquela tensão. Eles não falam que o coração parou.Preta Gil

Ela lembrou como foi descobrir que tinha perdido um bebê de cinco meses e que precisou fazer cesárea para tirá-lo da barriga. "Foi uma confusão, falando para ligar para a obstetra, me levar no hospital. (...) Eu meio já anestesiada. Até que o Rafael me contou que o coração do bebê tinha parado. Tentamos fazer uma curetagem e não deu certo, então, eu tive que fazer uma cesárea para tirar o bebê".

Preta contou que durante muito tempo não aceitou a morte do bebê. "Ele não nasceu, mas lembro dele, rezo para ele. Durante muito tempo, eu neguei essa perda, até pouco tempo atrás. Demorou para eu entender que eu tinha que viver o luto do bebê, fazer um ritual".

Ela ainda relatou que depois perdeu mais um bebê. "Até porque, eu engravidei logo depois, mas perdi de novo, só que mais cedo, com três meses".

A artista explicou o motivo para a perda dos dois bebês. "Era uma má formação de um cromossomo por incompatibilidade minha e do meu ex-marido. A gente talvez não conseguisse ter filho nunca. Isso foi devastador para nós, porque éramos apaixonados. Nunca tinha falado sobre isso dessa forma, porque é dolorido", desabafou.

Ela desabafou que o casamento não resistiu porque o ex queria ser pai. "Sentia vergonha por não conseguir, de me sentir incapaz. (...) Quando eu perdi o primeiro, foi um caos, mas atropelei os sentimentos e fui vivendo. O segundo eu consegui fazer a curetagem. Aquilo simbolizava muitas coisas, e, principalmente, para nós, como casal, aquilo era o fim. Acho que o nosso casamento não resistiu a isso, principalmente pelo fato dele querer ser pai. Eu já tinha o Fran. A minha dor era terrível, mas a dor dele foi pior, porque era o primeiro filho".

Deixe seu comentário

Só para assinantes