Conteúdo publicado há 23 dias

Christian Chávez quase desistiu de papel em 'Rebelde': 'Achei uma porcaria'

Christian Chávez, 40, contou ter desdenhado do convite para viver Giovanni na novela mexicana "Rebelde" (2004-2006) antes do início das gravações.

O que aconteceu

Christian foi escalado para "Rebelde" depois de ser premiado por sua atuação em outra trama teen, "Clase 406" (2002-2003). "Ganhei um prêmio como ator revelação e fiquei [deslumbrado]. Aí Pedro Damián [produtor de ambas novelas] me procurou e me convidou para estar no seu projeto seguinte, que era 'Rebelde'. Ele falou que haveria canto, dança, e pensei: 'Ótimo! Quero participar'", recordou ele, em entrevista ao podcast PodPah.

No entanto, ele ficou decepcionado ao ver que seu personagem tinha pouco destaque em "Rebelde Way" (2002-2003), novela argentina na qual "Rebelde" se baseou. "No começo, não gostei muito do personagem. Meu outro personagem [em 'Clase 406'] era maravilhoso, muito intenso, e eu achava o Giovanni muito 'cinza' [sem graça]. Quando comecei a ler os roteiros [dos capítulos] da versão argentina, pensei: 'Acabo de ganhar um prêmio e querem me dar esta merda?' [risos]"

Christian pensou então em abandonar o elenco, mas foi convencido por Pedro Damián a permanecer. "Procurei o produtor e disse que estava pensando em deixar a produção. [Mas] ele me falou: 'Te dei esse personagem porque acho que você consegue fazê-lo brilhar'."

Segundo o ator, Damián lhe deu carta branca para compor Giovanni da forma que quisesse - o que fez toda a diferença no resultado final. "Comecei a jogar muito com a comédia. Saía do roteiro, começava a pirar e a falar coisas que faziam todos rir. Os diretores [não gostavam no começo], mas depois eles mesmos falavam: 'A cena começa aqui e termina lá - o meio é com você'."

Deixe seu comentário

Só para assinantes