Conteúdo publicado há 1 mês

Ludmilla rebate acusação de intolerância religiosa no Coachella: 'Contexto'

Ludmilla usou o X hoje para se defender de acusações de intolerância religiosa em seu show no Coachella.

O que aconteceu

As acusações se devem a um vídeo exibido no telão durante a apresentação. A projeção feita durante a música "Rainha da Favela" mostrava diversas cenas do cotidiano das favelas: pessoas dançando, empinando pipa, a Carreta Furacão e também cenas com problemas como ônibus sendo queimados, tiroteios e brigas na rua.

Um trecho mostra um cartaz com uma frase contra religiões de matriz africana. "Só Jesus expulsa o Tranca Rua das pessoas", diz o cartaz. Na umbanda, no candomblé e em outras religiões de matriz africana, Tranca-Rua ou Tranca-Ruas é uma entidade conhecida por ajudar na abertura de caminhos.

Ludmilla afirma que o cartaz não representa seu posicionamento. No X, a cantora afirmou que a ideia era mostrar a realidade sem filtro: "Rainha da Favela apresenta a minha favela, uma favela real, nua e crua, onde cresci mas infelizmente se vive muitas mazelas: genocídio preto, violência policial, miséria, intolerância religiosa e tantas outras vivências de uma gente que supera obstáculos, que vive em adversidades, mas que não desiste".

Estou aqui pelo que é real e não essa versão vitrine importada para gringo achar que esse é um espaço que se reduz a funk, bunda e cerveja! Ludmilla

Ela disse que acreditava que essa era a interpretação óbvia. "Na minha cabeça, na minha visão, tá tão óbvio que não preciso explicar. Tem coisas que não precisam ser explicadas, estão óbvias. Tá ali, para todo mundo ver", afirmou nos stories.

No vídeo tem tráfico de animais, gente sendo presa, gente entrando no ônibus pela janela... Eu apoio tudo isso? É um vídeo sobre tudo que EU apoio? Ou é só o retrato da realidade? O vídeo era para ser uma denúncia, uma reclamação. E olha o que se tornou, isso tudo para tentar apagar tudo o que eu fiz nessas duas semanas? Isso tudo é pra tentar apagar a história? Ludmilla

Deixe seu comentário

Só para assinantes