Conteúdo publicado há 28 dias

Belo e Gracyanne Barbosa: como era mansão de R$ 15 milhões do ex-casal

Belo e Gracyanne Barbosa viveram boa parte do relacionamento em uma mansão localizada na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, avaliada em R$ 15 milhões. O casamento chegou ao fim após 15 anos de união.

Como era a casa luxuosa

Mansão chamava atenção pela ostentação. O espaço aparecia com frequência nas redes sociais e em programas de televisão.
Sala era ampla e contava com um piano de cauda. A decoração era em tom pastel e misturava objetos clássicos e modernos.

Mesa de jantar para dez pessoas ocupava parte do primeiro andar do triplex. O local era iluminado por um grande lustre de cristais.

 Belo e Gracyanne Barbosa moravam em mansão no Rio de Janeiro
Belo e Gracyanne Barbosa moravam em mansão no Rio de Janeiro Imagem: Reprodução/Record

Cada um tinha o próprio chuveiro, bancada e vaso dentro do banheiro. De acordo com os famosos, a ideia era garantir conforto para ambos antes de compromissos pessoais e profissionais. O banheiro também contava com um ofurô.

Parte externa contava com jardim e piscina. A área de lazer aparecia com frequência em publicações da musa fitness.

Dívida

Gracyanne Barbosa e Belo
Gracyanne Barbosa e Belo Imagem: Reprodução / Instagram

Ex-casal enfrentou processo judicial e correu risco de perder mansão milionária. Endereço do pagodeiro e da musa fitness desde 2010, o triplex foi avaliado pela Justiça em R$ 15 milhões.

Continua após a publicidade

Ele foi registrado no nome da empresa JR Empreendimentos e Produções, que tem entre seus sócios José Ronaldo Cardoso Sousa, ex-empresário do cantor. Foi a empresa, portanto, que se tornou ré no processo movido pelo Novo Leblon. A dívida foi noticiada com exclusividade por Splash em setembro de 2023.

O processo iniciou em 2014, quando o valor da cobrança judicial era de R$ 11,5 mil. Valor era referente às taxas mensais inadimplentes de fevereiro a setembro daquele ano. Mas a ação se arrastou por anos e o débito foi crescendo — em agosto de 2021, somava R$ 269 mil.

Ação se transformou em "saga" judicial. Como o imbróglio, que já durava nove anos, não se resolvia e o débito já ultrapassava a marca de R$ 100 mil, a Justiça do Rio determinou, no dia 2 de agosto, que a casa fosse a leilão.

Débito de R$ 156 mil com o condomínio Novo Leblon foi quitado. Decisão foi tomada pela juíza Adriana Angeli de Araujo de Azevedo Maia, da 5ª Vara Cível do Fórum Regional da Barra da Tijuca, que determinou a suspensão da execução em outubro de 2023.

Procurada em outubro de 2023, assessoria de Gracyanne disse não comentar assuntos jurídicos envolvendo a influenciadora. A reportagem também tentou contato com Belo, com o advogado Marcelo Passos — que representa a JR na ação — e a administração do condomínio, mas não teve retorno sobre o caso.

Deixe seu comentário

Só para assinantes