Conteúdo publicado há 1 mês

Casamento de Paola e Carioca teve Sabrina Sato como madrinha e atraso de 2h

Paola Machado anunciou o fim do relacionamento com Márvio Lúcio, o Carioca do "Pânico", após 18 anos.

Os dois oficializaram a união em 2012

Na época, eles já moravam juntos há sete anos e já tinham dois filhos. Em entrevista ao "Nosso Canal" no YouTube em 2016, Carioca explicou que não queria se casar, mas viu que era importante para a parceira enquanto os dois assistiam a um filme:

Eu estava assistindo àquele 'Jerry Maguire: A Grande Virada', e no meio da trama tinha uma história de uma mãe solteira. Ela vendo o filme do meu lado, do outro lado do sofá, começou a dar uma choradinha. Eu já tinha tomado um uísque também, dei uma olhada e falei: cara, se eu não casar com essa mulher alguém vai casar. Porque ela quer muito. Aí eu chamei ela e perguntei: você quer casar comigo? Carioca

O casamento aconteceu em São Paulo e começou com duas horas de atraso. Isso porque a van que levava a família do noivo se perdeu na capital paulista. "Foi culpa minha", disse o humorista na entrevista em 2016. Ele contou que chegou a oferecer um GPS para o motorista, que se recusou a usar o aparelho porque disse conhecer São Paulo.

Wellington Muniz, Daniel Peixoto, Sabrina Sato, o noivo Márvio Lúcio e Emílio Surita no casamento de Carioca e Paola Machado
Wellington Muniz, Daniel Peixoto, Sabrina Sato, o noivo Márvio Lúcio e Emílio Surita no casamento de Carioca e Paola Machado Imagem: Manuela Scarpa/Foto Rio News

Dentre os padrinhos, estava o elenco do "Pânico". Foram 14 casais, dentre eles Emilio Surita e sua esposa Anne Luyet, Sabrina Sato e Marcos Chiesa (Bola), Wellington Muniz (Ceará) e Mirella Santos e Eduardo Sterblitch, que na época era casado com Raíssa Machado — irmã da noiva. Os dois se separaram no ano seguinte.

Durante o relacionamento, os hábitos alimentares de Carioca incomodavam Paola. Em 2019, o humorista participou do programa de emagrecimento da esposa, que documentou o processo em sua coluna em VivaBem: "Eu durmo mais cedo que ele. Percebi que dia após dia ele insistia para que eu deitasse na cama. Um dia, pensei: 'Vou ver o que está acontecendo'. Logo que deitei, ouvi um barulho de saquinho na sala. Era quase uma da manhã. Cheguei e ele estava comendo escondido um pacotinho de batata".

Deixe seu comentário

Só para assinantes