Conteúdo publicado há 3 meses

Atriz indiana que fingiu morte por câncer é processada em R$ 60 mi

Poonam Pandey, 32, fingiu a própria morte para "conscientizar contra os perigos do câncer de colo de útero". Faizan Ansari, 27, está processando a modelo por "falsa conspiração de morte".

O que aconteceu

Poonam publicou em suas redes sociais sobre sua suposta morte devido a câncer cervical no dia 2 de fevereiro. Sua equipe confirmou a notícia para a mídia e até sua empresária, Nikita Sharma, 33, prestou suas condolências em público, dizendo que ela "lutou bravamente" mas não havia sobrevivido.

No dia seguinte (3), Poonam publicou um vídeo onde dizia estar viva e que seu objetivo era aumentar a conscientização sobre o câncer de colo de útero, que pode levar à óbito. A modelo incentivava a vacinação contra o HPV e a testagem preventiva.

Muitos seguidores e colegas não gostaram da abordagem da atriz. Faizan Ansari, ator de Bollywod, foi à Justiça pedindo uma indenização no valor de R$ 60 milhões, de acordo com o jornal Times Of India. No processo, ele alega que ela e seu marido "banalizaram a doença para ganhos próprios de publicidade" e fizeram uma "falsa conspiração de morte".

O ator ainda argumenta que o casal traiu a confiança de seu público e mancharam a reputação dos que fazem parte de Bollywood. Ele ainda pede que sejam presos e sejam julgados por difamação.

A falsa morte de Poonam foi anunciada um dia após a ministra de finanças indiana, Nirmala Sitharaman, 64, divulga um plano de vacinação de meninas dos 9 aos 14 anos. O programa faz parte de seu orçamento provisório para 2024.

Deixe seu comentário

Só para assinantes