Conteúdo publicado há 2 meses

Henry Cavill confessa que odeia gravar cenas de sexo: 'Eu não sou um fã'

Henry Cavill, 40, confessou que odeia gravar cenas de sexo em filmes. O ator expôs a sua visão sobre o uso exagerado e que não passam de "desculpa para mostrar pessoas com pouca roupa".

O que aconteceu

O ator disse que muitas vezes as cenas de sexo acrescentam pouco à narrativa, de acordo com uma entrevista no podcast Happy Sad Confused. Embora Henry afirme que, às vezes, as cenas de sexo podem ser "ótimas" para ajudar na narrativa dos filmes, ele afirmou que a imaginação humana "superaria" qualquer coisa exibida na tela.

"Eu não entendo. Eu não sou um fã", disse o ator.

O ator continua e diz: "Acho que há circunstâncias em que uma cena de sexo é realmente benéfica para um filme, e não apenas para o público. Mas, às vezes, são usadas de forma exagerada e é quando você tem uma noção para onde está indo: 'Isso é realmente necessário ou são apenas pessoas com menos roupas?'".

Ele disse que as cenas o deixavam "desconfortável". "E é aí que você começa a ficar mais desconfortável e pensa: 'Não há uma performance aqui, não há uma peça que vá durar para o resto do filme'", afirmou ele.

O ator já protagonizou cenas de sexo nas séries "The Witcher" e "The Tudors", em que ele admitiu em uma entrevista anos atrás que ficou muito envergonhado quando, então com 23 anos, teve uma ereção durante as filmagens. "Só aconteceu comigo uma vez", disse ele à Men's Fitness em 2015. Além disso, ele também gravou cenas quentes com Dua Lipa no novo filme "Argylle - O Superespião".

Deixe seu comentário

Só para assinantes