Paul McCartney hipnotiza e emociona público em show lotado no Allianz

Beatles é Beatles. Milhares de pessoas lotaram o Allianz Parque, em São Paulo, para ver Paul McCartney. O artista mostrou mais uma vez como emocionar e hipnotizar o público.

Paul McCartney começou seu show neste sábado (9), às 20h15. O público, em uníssono, cantou "A Hard Day's Night" com o Sir, como se entoassem um canto religioso. Quando falou "boa noite, mano" e "o pai tá on" ganhou gritos de adoração.

Este foi o segundo show da turnê "Got Back" em São Paulo. O artista deixa muito claro, a todo momento, seu amor pelo país. Ele encerra a série de shows em solo brasileiro, com uma apresentação no Maracanã, no Rio de Janeiro, no próximo dia 16, que será transmitida ao vivo no Disney+.

A todo o tempo, Paul McCartney se comunica com o público, mas nem sempre com palavras. Ele é o tipo de artista que consegue, por meio de gestos e carisma, se comunicar com todos.

Paul McCartney faz show de sua turnê no Allianz Parque
Paul McCartney faz show de sua turnê no Allianz Parque Imagem: Manu Scarpa/Brazil News

Para os fãs do quarteto britânico, o show foi recheado de hits, como "Got to Get You Into My Life", "Getting Better", "I've Just Seen a Face", "Love Me Do" e "Something". Ele também tocou "I've Got a Feeling", que contou com a participação virtual de John Lennon. Já para aqueles que são entusiastas das canções solos de McCartney, houve o já conhecido show de luzes e fogos em "Live and Let Die" e outras músicas, como "Letting Go", "Come On To Me", "Let Me Roll It" e "My Valentine".

O baixista de 81 anos mostrou, mais uma vez, que sabe ainda como comandar uma apresentação. Ele dá uma aula às novas gerações de músicos de como se fazer um show de qualidade e mostra que, mesmo sendo uma das pessoas mais icônicas de todo o mundo, é preciso ir além de apenas se apoiar em sua fama.

O público se emocionou com suas canções, que continuam passando a sensação de amor, acolhimento e esperança. O show se encerrou às 22h50, com o público se dividindo entre o êxtase e as lágrimas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes