Conteúdo publicado há 2 meses

Márcia Fellipe perde nome na Justiça em briga com ex-empresário: 'Tristeza'

Marcia Fellipe, um dos principais nomes do forró, perdeu o direito de usar o próprio nome artístico. Ela, que tem parcerias com Wesley Safadão e Gusttavo Lima, enfrenta batalha na justiça com o ex-empresário Tuta Sancho.

O que aconteceu?

O ex-empresário alega que o nome Márcia Fellipe é uma marca já que a cantora foi batizada como Márcia Rachel da Silva Ribeiro. No INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), o nome Márcia Fellipe 50% pertence à cantora e os outros 50% a Tuta. Ele quer receber metade de tudo o que ela faturar com o nome

Um ex-sócio entrou na justiça querendo ter o direito de ter o nome Márcia Fellipe, mas eu não tinha contrato de exclusividade com essa pessoa, que, aliás, eu ajudei muito... [Sensação de] impotência, raiva e tristeza. Muitas vezes, fiz o show fatigada enquanto a pessoa estava viajando.
Márcia Fellipe

Desde setembro do ano passado, a justiça determinou que ela deixasse de usar o nome. A partir daquele momento, a cantora passou a assinar apenas como Márcia. No início deste ano, ela acrescentou o Fellipe ao registro civil, mas isso pode não ser o suficiente para mudar o nome artístico.

A confusão com o ex-empresário começou na pandemia, momento que os shows despencaram. "Quando tava tudo caminhando, entrando grana, todo mundo tava junto, depois, na pandemia, ninguém era sócio", desabafou Márcia.

A cantora afirma que usa o Felipe desde antes do empresário. "Eu tenho uma identidade. O Fellipe foi acrescentado em homenagem ao meu filho mais velho", completou ela.

A defesa do empresário Tuta Sancho diz que ele investiu dinheiro na carreira de Márcia. "Investiu em DVD, ônibus e, em determinando momento, saiu no prejuízo", disse o advogado ao programa da Record.

A justiça vai ser feita, eu creio, a verdade vai prevalecer.
Márcia Fellipe

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes