Conteúdo publicado há 2 meses

Murilo Benício revela vida de imigrante nos EUA: 'Lavava chão da pizzaria'

Murilo Benício, 52, volta ao ar amanhã na reprise de América, no Viva. O papel de 'Tião' marcou sua carreira em 2005, ano em que a novela foi exibida pela primeira vez. Ele se lembrou dos anos em que viveu como imigrante nos EUA.

Murilo Benício em entrevista ao O Globo:

Trabalho com Gloria Perez. "Eu gosto muito de trabalhar com a Gloria, porque ela é uma autora que sempre propõe temas novos e diferentes. Nesta novela, ela falou sobre a questão da imigração ilegal e mostrou todo aquele universo dos rodeios. É um Brasil que as pessoas do Sudeste principalmente não têm noção da força e do tamanho. Foi também uma novela muito leve, em que o elenco se divertiu demais."

Preparação do personagem Tião. "Claro que eu nunca tinha montado um touro na vida. Mas já tinha uma familiaridade com esse universo por conta da minha fazenda. Eu passei um período me preparando com o peão que inspirou a Gloria a criar o personagem e isso me ajudou a me aproximar ainda mais."

Murilo 'lavou chão' nos EUA. "Eu fiquei nos EUA entre 1989 e 1991 e passei por tudo que um imigrante passa, menos a parte da viagem ilegal. Eu entrei legalmente, mas entregava pizza, lavava o chão da pizzaria, tinha duas rotas de entrega de jornal. A partir daí, eu consegui entender esse sonho de muitos. Com esses trabalhos, eu conseguia ter um carro zero e uma vida boa. Há um respeito muito maior pelo trabalho, por mais simples que seja a função. Isso não acontece no Brasil."

Profissão além das telas. "Eu estou há 30 anos sendo chamado para fazer novelas e filmes. Eu praticamente emendei "Pantanal" com "Justiça 2", por exemplo. Isso é ótimo, mas estou numa fase em que também quero chamar as pessoas e propor trabalhos. Quero produzir. É um lugar que me preenche até mesmo como ator e traz uma reciclagem. Senão, a gente começa a se repetir."

Filme com o filho mais velho, Antonio. "É maravilhoso e às vezes difícil. A gente precisa estar muito atento à questão da intimidade. Entender que, quando nos reunimos para falar do projeto, não estamos falando como pai e filho. Como as reuniões acontecem na minha casa, é ainda mais complicado, porque é sempre algo mais descontraído. Esse é um projeto que exige muita pesquisa e leitura, algo que o Antonio sempre adorou. Então, ele se encaixou muito bem."

Filho mais novo, Pietro, é músico e assinou com agência de modelos. "O Pietro está com 18 anos e se encontrou totalmente na música. A gente dá todo o suporte e incentiva totalmente. Essa parte da moda eu não sei se é realmente uma paixão. Ele é um rapaz bonito e está aproveitando uma oportunidade."

Namoro a distância com jornalista. "Não dá para dizer que é fácil nem que é ruim. Estamos há um tempão juntos [ele se relaciona com Cecilia Malan, correspondente da Globo em Londres], e tem dado super certo. Não sei se estaria tão bom se ela estivesse aqui. Sempre que a gente se encontra, parece que ainda é uma novidade. Isso não existe num romance em que os dois moram perto. Claro, o lado ruim é a saudade."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes