Conteúdo publicado há 3 meses

Squid Game: participantes ameaçam processar reality por lesões em gravações

Um escritório de advocacia no Reino Unido está ameaçando abrir um processo por lesões sofridas por participantes durante as filmagens de "Squid Game: The Challenge", o reality show da série coreana Round 6, lançado na última quarta (23) no catálogo da Netflix.

O que aconteceu

Conforme o The Hollywood Reporter, a empresa britânica Express Solicitors está representando dois participantes que alegaram ter sofrido ferimentos durante as gravações da série da Netflix.

"Enviamos cartas de reclamação em nome dos concorrentes feridos neste programa. Pelo que nos disseram, eles ultrapassaram os limites da segurança em nome do entretenimento. As produtoras precisam garantir que os padrões de saúde e segurança em seus programas não deixem as pessoas em risco", disse o CEO Daniel Slade.

A empresa acrescentou que os concorrentes alegam que "sofreram lesões como hipotermia e danos nos nervos como resultado de padrões precários de saúde e segurança no set" durante as filmagens em janeiro e estão buscando indenização da produtora do programa, Studio Lambert.

A imprensa já havia noticiado as condições precárias que os participantes eram submetidos no reality, como, por exemplo, no primeiro episódio do jogo "Red Light, Green Light". O programa fez parecer que toda a competição durou apenas cinco minutos, mas a sequência foi filmada ao longo de várias horas durante o inverno.

"Era como uma zona de guerra. As pessoas estavam sendo executadas por médicos, mas não podíamos dizer nada. Se você falar, você está fora.", disse um participante.

Em nota ao Hollywood Reporter, os produtores do reality afirmou que todas medidas foram tomadas pensando no bem-estar dos participantes.

"O bem-estar e a segurança são obviamente fundamentais para nós. E tomamos medidas apropriadas para cuidar das pessoas. A crítica específica de que você está falando girou em torno das filmagens de 'Red Light, Green Light'. Foi uma filmagem grande e complicada, foi um dia frio e demorou bastante. Mas todos estavam preparados para isso e bem cuidados", disse o produtor-executivo John Hay

Continua após a publicidade

Já o produtor-executivo Stephen Lambert lembrou do prêmio milionário pelo qual os participantes concorrem. "Estamos distribuindo o maior prêmio da história das competições de TV. Não seria fácil ganhar US$ 4,56 milhões [equivalente a R$ 23,8 milhões]. Mas da mesma forma, embora tenha havido momentos em que foi bastante difícil, e eu não iria necessariamente querer comer naquele dormitório todas as noites pelo resto da minha vida, [estar no programa] foi muito melhor e mais fácil do que em programa improvisado"

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Diferente do informado anteriormente, US$ 4,56 milhões equivale a R$ 23,8 milhões na cotação atual, e não R$ 238 milhões. A informação foi corrigida.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes