Conteúdo publicado há 4 meses

'Macaca': Ludmilla relata que sofreu racismo de deputado em festa

Ludmilla, 28, relatou, nesta quinta-feira (23), um episódio em que um político foi racista com ela. A cantora não cita o nome do parlamentar, mas fãs apontaram que se trata do deputado estadual Thiago Gagliasso, irmão de Bruno Gagliasso.

O que aconteceu

Em uma sequência de stories no Instagram, a artista expôs a situação após ter visto um vídeo em que o deputado é contra a entrega da "Medalha Tiradentes", honraria concedida pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), para a cantora.

Ludmilla não citou o nome de Thiago, mas contou que estava em uma festa com um amigo quando o político cometeu o ato racista.

"Ele é racista e racista barra pesada. A gente tava na casa de uma das pessoas mais famosas neste país e eu estava acompanhada de um cara. Ele conhecia esse cara e aí ele chegou nesse cara e falou: 'Pô mano, tanta mina gata nessa festa e você tá com essa macaca?' Assim.", iniciou.

Pessoas defenderam o deputado. "A gente olhou na cara dele e começamos a discutir com ele e aí já veio um monte de gente falando 'calma, ele é assim mesmo'. Eu falei: 'mano, não tem calma'. As pessoas falando que ele passava dos limites e o cara me defendeu também, e a gente acabou indo embora".

Esse foi um dos piores racismos que sofri na minha vida. Quem é mulher preta sabe o que eu estou falando Ludmilla

Expôs o assunto depois da polêmica da medalha. "Ele disse que vetou a minha medalha por causa da música "Verdinha" e que ele não era racista. Eu nunca falei nada disso aqui porque é um assunto que eu queria esquecer, mas hoje acordei com o vídeo dele sendo hipócrita e eu tive que vim aqui falar."

"Racista de merda vai passar mal. Ele vai votar contra, mas a medalha é da mãe!", Ludmilla

Ludmilla deu pistas sobre quem poderia ser ao ser questionada por fãs. "Vamos às dicas. Racista: comportamento provado. Está na política onde é inexpressivo. Faz de um político o seu Deus. Mentiroso, seu discurso tem outra motivação. Rejeitado pela família"

Continua após a publicidade

Polêmica da "Medalha Tiradentes"

Em fevereiro deste ano, deputados da bancada conservadora da Alerj haviam barrado a entrega da medalha à cantora. Agora, com a entrega confirmada, a artista agradeceu por "todo o incentivo e amor" e expôs Thiago Gagliasso nas redes sociais.

Em seu perfil no Instagram, o deputado publicou um vídeo para falar da honraria e negou que o fato de ser contra a entrega da medalha seja por ser racista.

"A polêmica "Medalha Tiradentes" a honraria maior do Estado do Rio de Janeiro, foi concedida a cantora Ludmilla. Se você votar contrário a isso, querem te tirar pra racista", iniciou.

O deputado ainda lembrou de quando Ludmilla teve uma falha técnica ao cantar o hino nacional no Grande Prêmio de Fórmula 1, em Interlagos, no início do mês. A cantora foi alvo de críticas nas redes sociais e, durante o Prêmio Multishow, decidiu cantar o hino à capella como forma de rebater as ofensas.

"Pra tudo que você imaginar, tenho diversos amigos no funk, no pagode, no samba, negros, brancos de todas as cores que merecem ganhar. A diferença é que eles certamente sabem cantar o hino, o que deveria ser o básico para ser concebida qualquer honraria do seu Estado. Qual a sua opinião?", questionou o deputado.

Continua após a publicidade

Splash entrou em contato com Thiago Gagliasso para saber o seu posicionamento. Até o fechamento desta nota, não tivemos retorno. O espaço segue aberto.

Assista ao vídeo:

Deixe seu comentário

Só para assinantes