Conteúdo publicado há 6 meses

Ex-Tiazinha, Suzana Alves causa polêmica com post sobre feminismo

Conhecida como Tiazinha, Suzana Alves, 45, causou polêmica ao publicar um pequeno texto sobre feminismo na manhã desta quarta-feira (8).

Suzana compartilhou uma frase que afirma que "o feminismo faz a mulher enxergar o marido como um competidor, os filhos como peso e a família como desnecessária". "Em contrapartida, as Escrituras nos mostram que o marido é parceiro da esposa, os filhos herança do Senhor e que a família é lugar de conforto, abrigo e alegria", diz o resto do texto.

De acordo com ela, após a repercussão, ela decidiu explicar porque compartilhou esse post. "Eu me identifiquei com essa frase por conta da minha história de vida! Do meu passado e de tudo que sofri e vivi, e vivo até hoje. Cada um é cada um, não vou tirar porque você pensa e me resume a essa frase. Eu me sinto a cada dia melhor e mais feliz sendo eu mesma!".

Ela ainda destacou como vê o feminismo diante da sua história de vida.

"Meu feminismo ou o que entendi sobre 'feminismo' e minha feminilidade diz respeito a minha caminhada de vida! E a sua a sua?Já expliquei algumas questões que eu achei relevantes falar, a retórica fica de portas abertas para você escrever e pensar o que quiser sobre o que você acredita", disse ela.

Atualmente evangélica e estudante de Psicologia, Suzana também foi aos stories do Instagram também desabafou após o compartilhamento do texto. "Eu não sou machista e nem sou feminista. Eu quero ser o equilíbrio. Eu sempre trabalhei desde criança, passei por todas as fases da minha vida, e já tive alguns papéis na minha vida de feminista radical, já tive também em alguns momentos de machista radical também. Cresci nesses dois lugares. Decidi não exacerbar nenhum lado".

Segundo ela, ela entendeu a importância do pequeno texto postado em sua rede social após ter contato com a bíblia.

"Eu postei essa frase justamente para discussão de um ponto. Talvez eu não teria colocado essa frase um ano atrás, porque eu não pensava assim, achava um absurdo essa frase, mas aí fui estudar. Quanto mais a gente estuda, mais livre a gente é, e fui estudar bíblia e a palavra de Deus", afirmou ela.

Ela acrescentou: "Quando comecei a estudar, eu vi que o feminismo está dentro da cultura, não só da era medieval ou da contemporânea, ele está junto ao nascimento do primeiro ser humano, lá com Adão e Eva. Então, assim o feminismo e o machismo fazem parte da natureza do ser humano".

Continua após a publicidade

Por fim, ela pediu que não a resumissem em uma frase, pois Suzana sabe muito bem da sua trajetória até aqui. "Não me resumam a uma frase, porque eu sei muito bem quem eu sou e o que estou vivendo no momento. No momento eu compreendo que sou feminina e não feminista", concluiu.

Deixe seu comentário

Só para assinantes