'O Poltergeist de Enfield': novo doc retrata fantasma de 'Invocação do Mal'

Vozes, objetos se movendo, batidas na parede. Essas são algumas das manifestações relatadas por aqueles que presenciaram o fantasma de Enfield, história retratada na nova série documental da Apple TV+.

"O Poltergeist de Enfield" mostra detalhes de um dos casos paranormais mais famosos do Reino Unido, que atraiu diversos veículos de comunicação para documentar o que acontecia na casa de Peggy Hodgson, em Enfield, na Inglaterra.

O caso ficou tão famoso que atraiu o casal de investigadores de fenômenos paranormais Ed e Lorraine Warren e foi retratado no segundo filme da franquia "Invocação do Mal".

Manifestações estranhas

Em 1977, Peggy Hodgson chamou a polícia após as filhas, Margaret e Jane, ouvirem batidas nas paredes do quarto onde dormiam. As jovens de 13 e 11 anos desconfiavam que a casa da família poderia ter sido invadida.

A família também via objetos se moverem. "Eu não conseguia acreditar. Cheguei a empurrar a penteadeira duas vezes, mas, na terceira vez, não consegui movê-la", relatou Peggy, em entrevista na época, ao ver o móvel se mexer sozinho.

Investigações foram realizadas pela Sociedade de Investigação Psíquica. "Vi bolas de gude se movendo de um lado para outro. Vi a porta se mover sem ajuda. E senti uma diminuição na temperatura sem explicação", disse Maurice Grosse, membro da instituição, na ocasião.

O poltergeist

Uma voz rouca e masculina parecia vir de Janet, que dizia que o som misterioso vinha de trás de seu pescoço. A voz se identificou durante as investigações como Bill Wilnkins, antigo morador da casa, que morreu aos 72 anos.

Continua após a publicidade

Wilkins afirmou ser um fantasma quando Janet perguntou porque não conseguia vê-lo. "Sou invisível... porque sou um G.H.O.S.T. [fantasma em inglês]."

"Morri em uma cadeira que ficava em um canto do andar de baixo", explicou o poltergeist. Procurado pelos investigadores, Terry, o filho de Wilkins, confirmou a história.

Verdade ou mentira?

Câmeras foram instaladas na casa da família para provar que estariam contando a verdade sobre os acontecimentos.

Janet foi flagrada realizando truques para enganar os investigadores, como dobrando colheres com barras de ferro e batendo vassouras no teto.

Em 2012, ela admitiu que ela e a irmã forjaram "2 por cento" das "assombrações", em entrevista ao Daily Mail.

Continua após a publicidade

No entanto, falou que realmente ouvia as vozes estranhas. "Eu sabia quando as vozes estavam falando, é claro, parecia que algo estava atrás de mim o tempo todo. Eles fizeram todos os tipos de testes, enchendo minha boca de água e assim por diante, mas as vozes ainda saíram."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes