Conteúdo publicado há 10 meses

Rafael Colombo é demitido da CNN Brasil após três anos: 'Vamos em frente'

Rafael Colombo, 45, foi demitido nesta terça-feira (15) da CNN Brasil. O apresentador, que foi contratado em 2020, comandava o CNN Novo Dia. A informação foi apurada por Splash.

O canal divulgou um comunicado aos funcionários informando que a demissão faz parte de "uma série de mudanças", que tem por objetivo abrir ainda mais espaço para análise. Além disso, a empresa reforçou que o maior compromisso é com a qualidade e a credibilidade.

Colombo comentou a demissão em publicação no Instagram. "Pessoal, fui demitido hoje pela CNN. Agradeço aos colegas e amigos que fiz. E, principalmente, aos que me assistiram ao longo desses três anos. Vamos em frente", escreveu o apresentador.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do canal não retornou até o momento. Se o fizer, o texto será atualizado.

Carreira

Colombo assinou com a CNN em 2020, após 20 anos de contrato com o Grupo Bandeirantes de Comunicação. Em função da ida para o canal de notícias, ele também foi obrigado a deixar a Rádio Bandeirantes.

Vale lembrar que a Band foi um dos canais que mais perdeu profissionais, em vários setores, para a CNN.

O profissional teve uma passagem "relâmpago" pela Rádio Estadão em 2013, para substituir a jornalista Filomena Saleme e, após dois dias, retornou à emissora do Morumbi.

O sucesso no rádio levou o jornalista ao status de âncora no canal BandNews. Ele comandou o noticiário da manhã, que também era exibido pela Band aberta em São Paulo e em outras cidades. Antes de migrar para a CNN, ele chegou a ser apresentador do Canal Livre.

Continua após a publicidade

Polêmica com Alexandre Garcia

Alexandre Garcia ficou irritado com Rafael Colombo
Alexandre Garcia ficou irritado com Rafael Colombo Imagem: Reprodução/CNN

Rafael Colombo viralizou ao contrariar Alexandre Garcia, ao vivo, na CNN. Colombo questionou o posicionamento do ex-comentarista, que disse ironicamente que não "estava sendo entrevistado".

Na participação, Garcia defendia que o ex-presidente Jair Bolsonaro tinha "todo o direito" de lançar um decreto proibindo governadores e prefeitos de decretarem restrições para o controle da pandemia de covid-19.

Roberto Nonato é demitido

O jornalista Roberto Nonato também deixou o canal. "Fui dispensado hoje da CNN Brasil. Foram três anos de muito aprendizado e muitos amigos novos. Agradeço a todos que prestigiaram nesse período e a CNN também. Espero ter novidades em breve", publicou o profissional, no Instagram.

Deixe seu comentário

Só para assinantes