PUBLICIDADE
Topo

Quem é a blogueira presa após mandar 'dar susto' em ex que foi morto?

Isabela Gomes Pereira é suspeita de envolvimento na morte do ex-namorado em Minas Gerais - Reprodução/ Instagram @isagomespmu7
Isabela Gomes Pereira é suspeita de envolvimento na morte do ex-namorado em Minas Gerais Imagem: Reprodução/ Instagram @isagomespmu7

De Splash, em São Paulo

01/07/2022 15h37Atualizada em 01/07/2022 17h25

A empreendedora e blogueira Isabela Gomes Pereira, de 29 anos, foi presa preventivamente e está sendo investigada pela Polícia Civil de Minas Gerais por possível participação na morte do ex-namorado, o empresário Leandro Rezende Morais, 36. Ela teria mandando "dar um susto" nele, segundo a PM (Polícia Militar).

O crime ocorreu na madrugada de terça-feira (28) em Contagem (MG), região metropolitana de Belo Horizonte. A mulher passou a ser apontada como suspeita após a PM verificar durante a ocorrência do encontro do corpo do empresário que ela tinha registros de boletins de ocorrências contra o ex por violência doméstica.

Quem é Isa Gomes?

Isabela Gomes Pereira, mais conhecida como Isa Gomes, é uma empresária do ramo da beleza e estética que também atua como blogueira, conforme a mesma mostra no seu perfil do Instagram, seguido por 12 mil pessoas.

Com 29 anos, ela informa ser especializada em biomedicina estética — sem indicar formação específica — além de proprietária da Hidra Glam Gloss, uma empresa de cosméticos, e criadora do método Hidra Glam Lips. Seus posts e stories costumam mostrar sua rotina com dicas de maquiagem e mensagens de empoderamento feminino.

Isabela disse que já trabalhou como vendedora em shopping, tendo ficado cerca de 10 anos atuando no comércio, mas sempre teve o sonho de construir sua própria marca e empreendimento, concretizada com a Hidra Glam Gloss.

"No meu último emprego, coloquei em meu coração que não ficaria mais ali e que colocaria o sonho de ter meu empreendimento fora do papel. A partir disso, comecei a adquirir conhecimento, fiz os cursos de micropigmentação labial e comecei a investir na área da estética", explicou em uma publicação de fevereiro.

A própria se define como uma pessoa "muito forte, mas ao mesmo tempo bastante sensível [quem me conhece, sabe!]. Além de tudo, nunca nego os meus princípios e aquilo que acredito".

"Sou honesta, luto pelos meus sonhos até alcançá-los, amiga e leal as pessoas que amo, sincera e muito aberta a mudanças", escreveu a empresária em outro post feito para os seguidores para "ir além do superficial e mostrar um pouco de quem é a Isa por trás das redes sociais".

1 - Reprodução/ Instagram @isagomespmu7 - Reprodução/ Instagram @isagomespmu7
A empresária e blogueira fez um post aos seguidores explicando "quem é Isa Gomes" em janeiro deste ano
Imagem: Reprodução/ Instagram @isagomespmu7

Boa parte das suas publicações são localizadas em Belo Horizonte, onde Isabela divulga fotos e vídeos no consultório com clientes. Há, inclusive, um destaque em seu perfil dedicado a eles, que vão desde dentista a fotógrafo atendidos pelos trabalhos.

O catálogo de sua empresa disponível no WhatsApp Business informa que seu HG Gloss custa R$ 79,90, enquanto procedimentos como limpeza de pele fica por R$ 120,00 e a micropigmentação labial sai por R$ 600, o serviço mais caro oferecido.

1 - Reprodução/ WhatsApp Business - Reprodução/ WhatsApp Business
Catálogo da empresa de Isabela Gomes no WhatsApp Business
Imagem: Reprodução/ WhatsApp Business

Quando fez aniversário em 7 de janeiro, ela decidiu presentear os clientes com uma promoção para o envio do seu produto com frete grátis.

Participação no crime e prisões

Conforme dito anteriormente, Isa Gomes passou a ser apontada como suspeita após a PM verificar durante a ocorrência do encontro do cadáver que ela tinha registros de boletins de ocorrências contra o ex.

Além disso, dois dos três suspeitos de executarem o assassinato teriam apontado a blogueira como mandante. A PM localizou a dupla após rastrear o veículo levado da residência da vítima durante a fuga. O terceiro não foi encontrado.

"Nosso serviço de inteligência chegou ao local e verificou com os vizinhos sobre pessoas próximas à vítima e identificamos essa blogueira. Com o nome dela, descobrimos o endereço e fomos atrás", contou ao UOL o major Dioran de Oliveira Passos, da 123ª Companhia da PM.

Ainda de acordo com a PM, Isa Gomes teria revelado aos policiais que a intenção era apenas "dar um susto" no ex. Ela disse que encontrou os suspeitos em uma praça depois que teve um encontro desmarcado pelo ex e que estaria chateada por descobrir uma suposta traição da vítima.

"Ela confessou o crime e relatou que estava chorando em uma praça quando foi abordada por um dos suspeitos. A suspeita disse que tentava reatar o relacionamento e que teria sido agredida, mas não apresentava nenhuma marca. O suspeito, então, deu a ideia do roubo, e ela concordou em dar um 'susto' no ex", descreveu o oficial que participou da ocorrência.

A PM afirma que Isabela levou os suspeitos até a casa de Leandro. O carro dela, um Jeep Renegade, foi apreendido para passar por perícia.

Isabela Gomes Pereira foi presa suspeita de mandar matar o ex - Divulgação/Instagram/@isagomespmu7 - Divulgação/Instagram/@isagomespmu7
Isabela Gomes Pereira foi presa suspeita de mandar matar o ex
Imagem: Divulgação/Instagram/@isagomespmu7

Isabela e os outros dois suspeitos, que não tiveram a identidade revelada, estão presos preventivamente. O UOL buscou o TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), que informou que ela ainda não teve defesa constituída, impossibilitando posicionamento oficial em nome dela.

A empresa de cosméticos que seria de propriedade de Isabela também não atendeu aos contatos por telefone e por mensagens de celular. O texto será atualizado em caso de manifestação das defesas.

Em nota, a Polícia Civil disse não saber informar se os três presos já possuem advogados. A corporação disse que o caso é investigado como latrocínio pela 4ª Delegacia de Polícia de Contagem.

O assassinato

A morte de Leandro Rezende ocorreu na madrugada de terça-feira (28). Horas antes, na noite de segunda-feira (27), segundo a PM, Isabela relatou que teria sido abordada por um homem que a viu chorando em uma praça de Contagem.

Ela teria contado sobre a traição e que sofria violência doméstica e concordado em "dar um susto" no ex. O suspeito sugeriu o roubo, pois a blogueira apontou que na casa existiam joias, o que não foi confirmado pela PM.

Já a dupla presa relatou em depoimento que a ideia da morte partiu de Isabela, de acordo com a PM.

No crime, os suspeitos invadiram a casa da vítima através de um muro lateral. Eles jogaram um cobertor em cima da concertina eletrificada para entrar na área do imóvel.

"O vizinho ao lado do imóvel percebeu o cobertor em cima do muro, se trancou no banheiro e decidiu chamar a PM. Chegamos ao local e já encontrados a vítima morta", disse o major.

Leandro Rezende foi atacado pelo trio e morto asfixiado com um fio no pescoço. A PM encontrou o cadáver com pernas e mãos amarradas. O trio levou um celular, uma TV e o carro da vítima, um modelo Creta na cor preta.

Durante a prisão, Isabela não teria relatado arrependimento ou sentimento de tristeza pela morte do ex.

"Ela não demonstrou nenhuma surpresa, nada de arrependimento. Nós a percebemos bem tranquila e ela não chorou em qualquer momento da ocorrência", lembra o oficial da PM.