PUBLICIDADE
Topo

Alec Baldwin dá 1ª entrevista após matar diretora: 'Queria desfazer'

Alec Baldwin chorou em entrevista a George Stephanopoulos, da ABC News - Reprodução / ABC News
Alec Baldwin chorou em entrevista a George Stephanopoulos, da ABC News Imagem: Reprodução / ABC News

De Splash, em São Paulo

03/12/2021 00h06Atualizada em 03/12/2021 00h23

Alec Baldwin falou pela primeira vez sobre o acidente no set de "Rust" que provocou a morte de Halyna Hutchins em 21 de outubro.

Em entrevista à emissora americana ABC, o ator de 63 anos se emocionou e insistiu que não puxou o gatilho da arma.

"Ela estava próxima à câmera, olhando para um monitor, me guiando sobre o ângulo em que eu deveria segurar a arma. A arma não deveria ser disparada daquele ângulo. Estou segurando a arma onde me mandaram, que era bem abaixo do braço dela. Um ângulo que poderia nem ser filmado", disse a George Stephanopoulos, apresentador do "Good morning America".

Puxei o cão [do revólver] o máximo que eu podia sem engatilhar a arma. [Quando] eu solto o cão e 'bang', a arma dispara. Alec Baldwin

"A arma deveria estar vazia. Me disseram que eu tinha recebido uma arma vazia. Ela cai, eu penso: 'ela desmaiou?'", continuou Baldwin, afirmando que todos que estavam no set ficaram em choque.

O ator contou que só percebeu que Halyna estava gravemente ferida após mais de 45 minutos.

Eu queria falar com você para dizer que faria qualquer coisa para desfazer o que aconteceu. Alec Baldwin

Ele disse ainda que não podia esperar o fim da investigação para "apresentar seu lado da história". "Acho que há uma investigação criminal. Isso pode levar um tempo. Há todos os tipos de processos civis, e sinto que há muitos equívocos".

Após uma prévia da entrevista da ABC ser divulgada, o xerife do Departamento de Santa Fé, Adan Mendoza, rebateu a declaração de Baldwin sobre não ter disparado a arma. "As armas não se disparam sozinhas. Então, tudo o que precisa acontecer para manipular a arma de fogo, ele fez isso e estava em suas mãos", afirmou Mendonza à Fox News Digital.

Polícia acredita saber como bala real foi parar na arma

Nesta semana, a polícia dos Estados Unidos disse ter uma suspeita de como uma munição real foi parar no set de "Rust", e colocada no lugar de uma bala de festim, que são as usadas nas gravações de filmes, séries e novelas.

Um detetive do Departamento do Condado de Santa Fé foi informado por Hannah Gutierrez-Reed, armeira de "Rust", que a munição para a produção foi comprada de Seth Kenney, do estabelecimento "PDQ Arm & Prop, LLC". A informação é do site americano "The Hollywood Reporter".

Thell Reed, armeiro de Hollywood com longa experiência e pai de Hannah Gutierrez-Reed, informou ao detetive que trabalhou com Kenney entre os meses de agosto e setembro em um projeto de outro filme.

Nessa produção, houve treinamento para "tiros reais" com os atores em um campo de tiro. Segundo o depoimento, Kenney pediu a Thell Reed que trouxesse munição real adicional. Thell Reed teria levado uma lata para o set contendo entre 200 e 300 cartuchos de "munição real".

Ainda de acordo com o depoimento de Thel Reed, depois que a produção foi encerrada, Kenney pegou a lata com munição e pediu que Thell Reed "deixasse quieto". O armeiro sugeriu que a munição pode ser a mesma coletada no set "Rust".

'Vingadores', 'Deadpool' e outras gravações que já tiveram acidentes fatais