PUBLICIDADE
Topo

Xerife rebate declaração de Alec Baldwin: 'Armas não disparam sozinhas'

Alec Baldwin disse que não puxou gatilho da arma que matou Halyna Hutchins - Reprodução
Alec Baldwin disse que não puxou gatilho da arma que matou Halyna Hutchins Imagem: Reprodução

Colaboração para Splash, em Alagoas

02/12/2021 17h27

O xerife do Departamento de Santa Fé, Adan Mendoza, questionou a declaração feita pelo ator Alec Baldwin, que disse não ter disparado a arma cenográfica que matou a diretora de arte Halyna Huchins, no set de "Rust", em outubro.

Em entrevista à Fox News Digital, Mendoza afirmou que "as armas não disparam sozinhas", e que eles esperam os resultados da investigação do FBI para desvendar o que realmente ocorreu naquela ocasião. Ainda não se sabe, por exemplo, se a arma foi acionada apenas com um puxão no martelo do revólver cenográfico, pelo gatilho, ou ambos.

"As armas não se disparam sozinhas. Então, tudo o que precisa acontecer para manipular a arma de fogo, ele fez isso e estava em suas mãos", afirmou o xerife.

A declaração do xerife acontece após Alec Baldwin assegurar, em entrevista à emissora norte-americana ABC, que ele não puxou o gatilho da arma que matou Halyna.

Em um trecho divulgado no Twitter, Baldwin aparece chorando ao lembrar do acidente, e afirma que não seria capaz de apontar uma arma para alguém e atirar. "Bem, o gatilho não foi puxado. Eu não puxei o gatilho", contou o artista.

Polícia acredita saber como bala real foi parar na arma

Nesta semana, a polícia dos Estados Unidos disse ter uma suspeita de como uma munição real foi parar no set de "Rust", e colocada no lugar de uma bala de festim, que são as usadas nas gravações de filmes, séries e novelas.

Um detetive do Departamento do Condado de Santa Fé foi informado por Hannah Gutierrez-Reed, armeira de "Rust", que a munição para a produção foi comprada de Seth Kenney, do estabelecimento "PDQ Arm & Prop, LLC". A informação é do site americano "The Hollywood Reporter".

Thell Reed, armeiro de Hollywood com longa experiência e pai de Hannah Gutierrez-Reed, informou ao detetive que trabalhou com Kenney entre os meses de agosto e setembro em um projeto de outro filme.

Nessa produção, houve treinamento para "tiros reais" com os atores em um campo de tiro. Segundo o depoimento, Kenney pediu a Thell Reed que trouxesse munição real adicional. Thell Reed teria levado uma lata para o set contendo entre 200 e 300 cartuchos de "munição real".

Ainda de acordo com o depoimento de Thel Reed, depois que a produção foi encerrada, Kenney pegou a lata com munição e pediu que Thell Reed "deixasse quieto". O armeiro sugeriu que a munição pode ser a mesma coletada no set "Rust".

O acidente

A diretora de fotografia Halyna Hutchins morreu no dia 21 de outubro, vítima de um disparo acidental feito por Alec Baldwin que, em tese, deveria ter usado uma arma cenográfica, mas, segundo os investigadores do caso, a munição que estava dentro da pistola era real.

Ela chegou a ser socorrida de avião para o Hospital da Universidade do Novo México, mas não resistiu e morreu em decorrência dos ferimentos. Além de Halyna, o ator também feriu o diretor do filme, Joel Souza, de 48 anos, que logo após o acidente teve alta do hospital.