PUBLICIDADE
Topo

Marília Mendonça: Filha de piloto diz que teve papo 'espiritual' com o pai

Filha do piloto Geraldo Medeiros Júnior diz que teve encontro "espiritual" com ele antes de saber da morte - Reprodução/Instagram
Filha do piloto Geraldo Medeiros Júnior diz que teve encontro "espiritual" com ele antes de saber da morte Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, em Alagoas

13/11/2021 13h01

Vitória Medeiros, filha do piloto Geraldo Medeiros, uma das vítimas do acidente aéreo que matou a cantora Marília Mendonça, em Caratinga, Minas Gerais, no último dia 05, revelou que teve um "encontro sobrenatural" com o pai, pouco antes de tomar conhecimento de que ele havia morrido na queda.

Em entrevista ao programa "A Tarde É Sua", da RedeTV!, a jovem disse que, quando soube do acidente, ela enviou mensagem para o celular do pai. Ao não obter resposta, foi meditar para manter a calma. Durante a meditação, Geraldo foi ao seu encontro e explicou que "está bem".

Medeiros diz que sabia que não encontraria resposta nas notícias veiculadas na imprensa e, como o resgate ainda estava sendo realizado, "sabia que só a voz de Deus poderia me consolar". "No que fechei o olho, eu ouvi assim: 'Oi, Vi, eu tô bem'. E eu tinha acabado de mandar uma mensagem pro meu pai falando: 'Pelo amor de Deus, me diz que o senhor está bem'", relatou.

Ao ouvir a voz do pai, Vitória explica que abriu os olhos "com muito espanto". "Tipo assim: 'Como assim meu pai me respondeu? Como assim eu ouvi meu pai agora?' Muito espanto. E aí eu voltei pro celular e tomei forças para voltar a meditar e entrar em contato espiritual", prosseguiu.

Quando retomou a meditação, a jovem conta que voltou a entrar em contato com o piloto, e ele aproveitou para lhe dizer "mais um monte de coisas", pedindo a ela para continuar seguindo os sonhos e não desistir, pois ela é uma "guerreira."

"Nessa hora eu estava tendo uma crise de pânico e eu ouvi mais um monte de coisa, meu pai falou mais um monte de coisas. Ele falou: 'Siga seu sonhos, não desista, você é guerreira, cuida de quem ficou aí, cuida dos seus irmãos, eu tô bem'", disse.

"Aí ele falou: 'Eu vou fazer uma passagem agora'. Eu ouvi assim: 'Sinta o meu abraço', e eu fechei o olho e me abracei, só que não era uma força minha, era a força do meu pai, era uma força surreal, não era minha. E eu tava tendo uma experiência espiritual tão grande que eu não ligava pra quem tava passando na rua perto de mim. E aí eu senti esse abraço e eu tava com a jaqueta dele, então era um abraço com a força dele, com o cheiro dele, com os objetos dele, era uma coisa muito louca", declarou.

Por fim, a jovem pontuou que, ao final da meditação, ela estava "feliz, meu coração tava bem, eu tava plena". "E eu tava calma, eu não sabia o que tinha acontecido ainda com os passageiros", completou ela, ressaltando que após a experiência espiritual, ela já sabia da morte do pai. Posteriormente, soube da morte dos demais tripulantes por intermédio de uma amiga.

Jovem defende pai de mensagens de ódio nas redes

Após o acidente fatal que culminou na morte da cantora Marília Mendonça, e dos outros quatro tripulantes da aeronave, entre os quais Geraldo Medeiros, de 56 anos, o piloto passou a receber mensagens de ódio nas redes sociais, e sua filha, Vitória, fez questão de defendê-lo.

"Seu pai errou feio, não perguntou sobre os perigos do aeroporto, quis dar uma de sabidão e matou todo mundo", dizia a mensagem de um jovem no Instagram. A garota diz que pediu a Deus forças para lidar com esse tipo de colocação e pediu para que não desejassem ódio ao pai, apenas luz. Em seguida, fez declarações sobre a história do homem como pai e piloto.

"Meu pai era um cara muito humilde, muito reservado e eu vou seguir com isso, porque todo mundo é importante. Ninguém é mais importante do que ninguém. Ele, como vocês ficaram sabendo, já transportou várias e várias celebridades, mas ele nunca se vangloriou e perdeu a cabeça por isso", afirmou.

"Ele era muito profissional, tinha 30 anos de aviação e isso foi uma fatalidade. Eu tenho plena certeza que não foi nenhum erro do meu pai. E, como eu havia dito, esse era o meu maior medo da vida", disse.

Vitória ainda diz que o pai é a "pessoa que mais ama nesse mundo" e que as mensagens de apoio que vem recebendo está ajudando a enfrentar a situação. "Tem uma força surreal em mim que está vindo, eu estou sentindo, e com certeza as mensagens de amor que vocês estão mandando está chegando", concluiu.

Mais cedo, Vitória publicou um vídeo em que mostra a empresa do avião que o pai pilotava. "Meu pai ama essa empresa. Não saiam falando coisas errôneas pelo amor de Deus", escreveu em legenda.

O acidente

A cantora Marília Mendonça morreu na semana passada, em decorrência de um acidente de avião, em Caratinga, no interior de Minas Gerais. Além da artista, morreram seu produtor, Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o co-piloto, Tarciso Pessoa Viana.

Os corpos das vítimas já foram sepultados, em meio à comoção nacional. O velório da sertaneja foi aberto aconteceu em Goiás, foi aberto ao público e recebeu milhares de fãs.