PUBLICIDADE
Topo

Dra. Sandra Lee conta caso mais nojento e se diverte com 'tarados' por acne

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

10/11/2021 04h00

Dra. Sandra Lee é um fenômeno da internet. A dermatologista conta com mais de 15 anos de carreira e é reconhecida mundialmente por ser especializada em técnicas de remoção de cisto, tumores e, o favorito dos fãs, acnes. Com um canal no YouTube com mais de sete milhões de seguidores e três temporadas de "Dra. Sandra Lee: Rainha dos Cravos" disponíveis no Discovey+, a médica ganhou os fãs ao mostrar diferentes cenas de extração de cravos e espinhas, ato que é adorado por muitos e enojado por outros.

As cenas também ganharam o mundo das celebridades. Em entrevista exclusiva a Splash, Sandra Lee conta que Kim Kardashian já fez questão de encontrá-la pessoalmente para tietar a dermatologista e Gwenyth Paltrow a elogiou nas redes sociais. No entanto, para ela, sua maior fã entre os famosos é Selena Gomez.

Ela me salvou de ser expulsa do Instagram há um tempo. Ela disse que meu canal era um de seus favoritos.

Segundo Lee, há mais fãs entre celebridades, mas eles não se assumem como "popperholic", termo usado para designar os adoradores da doutora "pimple popper" ("espremedora de espinhas", em português). "Gostaria de estar em um tapete vermelho com muitas pessoas famosas e ver quem falaria comigo para se declarar fã!"

Entre as famosas, a dermatologista revelou quem ela elege que estão em dia como "skin care". "Gwen Stefani, Jennifer Lopez e Kim Kardashian têm peles lindas. Já as encontrei pessoalmente e suas peles são maravilhosas, elas cuidam bastante. Mas isso faz parte do trabalho delas também, não é?"

Famosas com uma ótima pele segundo Sandra Lee - Reprodução/ Getty Image/ Divulgação/ Montagem UOL - Reprodução/ Getty Image/ Divulgação/ Montagem UOL
Jennifer Lopez, Gwen Stefani e Kim Kardashian têm as melhores peles entre famosos, diz Sandra Lee
Imagem: Reprodução/ Getty Image/ Divulgação/ Montagem UOL

Fãs Brasileiros

No Brasil não seria diferente e há uma legião de seguidores da doutora também no país. "Eu descobri que me tornei famosa quando os fãs brasileiros começaram a aparecer", contou Sandra Lee a Splash, quando revelou que nos visitar está em seus planos.

Avise aos brasileiros que eu os amo! Eu preciso me planejar para visitá-los em breve. Quando a pandemia acabar, eu estarei por aí. Vai ser incrível!

O primeiro contato próximo com um brasileiro aconteceu quando conheceu uma jovem do Brasil chamada Fernanda, uma das primeiras pessoas a integrar sua equipe. "Ela já tinha me contado que eu tinha fãs do país, mas não imaginava que fossem tantos!"

Com tamanha comoção que os vídeos apertando narizes, testas e queixos causem no povo brasileiro, a Dra. Sandra Lee conta já ter atendido alguns pacientes do país em seu consultório na Califórnia — mesmo que, até agora, eles não tenham aparecido no programa. Caso alguém queira se candidatar, é preciso se inscrever em um processo do qual a médica não tem acesso.

Pedro Bial, corre aqui!

Ao ser questionada por Splash sobre dicas para peles brasileiras, ela foi categórica.

Usem filtro solar! Eu sei que isso é algo já conhecido por todos, mas eu preciso repetir para que as pessoas tenham certeza disso.

Segundo ela, não é preciso gastar muito dinheiro para ter manter o "skin care" em dia. "É claro que, se você tem uma doença ou uma condição clínica, é mais complicado de tratar, afinal alguns remédios são bem caros, mas na maior parte das vezes, dá para fazer o básico, com poucos recursos, e ter uma boa pele."

Sempre filtro solar, lave seu rosto e coma bem. Todas essas coisas e mais uma dica: sempre sorria, sua pele sempre está melhor quando você sorri. E, se puder, consulte um dermatologista de vez em quando.

Dra Sandra Lee - Divulgação - Divulgação
Dra Sandra Lee durante cirurgia
Imagem: Divulgação

Início da Carreira

Aos 50 anos, Dra. Sandra Lee conta que a vontade de ser tornar médica veio do pai, que também era dermatologista.

Eu estava realmente exposta e conheci a dermatologia desde muito jovem. Eu ia para o escritório e brincava enquanto meu pai estava vendo seus pacientes. E havia livros do assunto por toda a casa. Eu sabia que era o que eu queria como especialidade provavelmente mais cedo do que a maioria.

Ao começar a exercer a medicina, recebia diferentes pedidos para que analisasse pintas e manchas de pessoas que a descobriam como médica fora do consultório. "Agora, sou parada apenas por pessoas que dizem que amam o programa."

Esquisitices

Por cuidar dos mais variados casos, se chocar virou algo comum na rotina de Lee. "Estou sempre esperando por algo mais estranho", conta. Ao ser questionada sobre o que a mais surpreendeu, ela lembra de um caso específico.

Quando removi um cisto do couro cabeludo de um senhor e saiu um grande maço de cabelo. Isso foi realmente surpreendente para mim. E estranho.

No entanto, mesmo com pacientes apresentando diferentes diagnósticos, a médica diz que é a "surpresa e a possibilidade de ajudar aos outros" que a fazem continuar trabalhando com tanto empenho e amor para ajudar a melhorar a autoestima de quem a procura.

Dra Sandra Lee em consulta  - Divulgação - Divulgação
Dra. Sandra Lee em consulta durante o programa 'Rainha dos Cravos'
Imagem: Divulgação

Conforto x Nojo

Gostando ou não, todos nós já fomos impactados com vídeos de extração de cravos ou espinhas, algo que se disseminou na internet. Entre os espectadores, há aqueles que amam e aqueles que morrem de nojo. Para Dra. Sandra Lee, uma das principais fontes deste tipo de conteúdo, é engraçado pensar que pessoas consomem este tipo de registro por prazer.

Eu demorei para perceber quem muitos amam assistir a esse tipo de coisas. Se tornou uma espécie de arte. É como um presente para quem gosta.

"E adoro fazer isso, porque deixa as pessoas felizes. Quer dizer, é tão engraçado dizer isso porque é algo que algumas pessoas podem pensar que é muito nojento ou muito chocante", conta. "Realmente faz algumas pessoas relaxarem se estão com ansiedade ou antes de irem para a cama à noite, elas dizem que têm que assistir alguns vídeos."

No entanto, a dermatologista acredita que a melhor opção é assistir aos vídeos com um grupo de amigos. "Tem os que amam e os que odeiam. Assim, a reação é mais engraçada!"