PUBLICIDADE
Topo

'Rust': filme com Alec Baldwin tem triste coincidência com vida real

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

22/10/2021 11h44Atualizada em 22/10/2021 13h40

O ator Alec Baldwin, 63 anos, esteve envolvido em um trágico acidente na quinta-feira (21) durante as gravações do filme "Rust". Ele disparou uma arma cenográfica que acertou e matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos. As gravações foram interrompidas e ainda não há informações sobre como a produção acontecerá a partir de agora. O diretor da produção, Joel Souza, 48 anos, também foi ferido, mas já teve alta do hospital.

O longa é do gênero faroeste e até então não conta com uma data de lançamento prevista. As filmagens se iniciaram há pouco tempo, em outubro de 2021, e estavam acontecendo no Novo México, nos Estados Unidos, quando o incidente aconteceu.

Qual a história de "Rust"?

O filme se passa nos anos 1880, no Kansas, e acompanha o jovem Lucas, de 13 anos. Depois da morte de seus pais, ele precisa aprender a se virar sozinho e cuidar do irmão mais novo.

No entanto, a narrativa apresenta uma triste coincidência com a vida real, pois Alec Baldwin interpreta o avô de Lucas, Harland Rust, um homem sentenciado à morte depois da morte acidental de um fazendeiro local. Por ser inocente, o personagem foge das autoridades.

Juntos, avô e neto são perseguidos pela polícia e também um por caçador de recompensas. A aventura faz com que os dois familiares, antes distantes um do outro, se aproximem e descubram segredos da própria família.

O roteiro é assinado pelo diretor Joel Souza.

Quem são os atores?

Além de Alec Baldwin, que também produz o filme, "Rust" conta com Brady Noon como Lucas, Francis Fisher como avó do garoto e Travis Fimmel, vivendo o caçador de recompensas.

O elenco tem também Jensen Ackles, estrela da série "Supernatural", interpretando o personagem Wood Helm. Recentemente, o ator publicou uma imagem do set em seu Instagram pessoal.

E agora?

O destino da produção está incerto. Quanto a Alec Baldwin, apontado como o responsável pelo tiro acidental que matou Halyna Hutchins e atingiu Joel Souza, foi interrogado e liberado pelas autoridades. Logo depois, ele foi visto chorando ao telefone. Segundo o Departamento do Xerife de Santa Fé, não houve nenhum pedido de prisão ou acusação feita até o momento.

As circunstâncias ainda estão sendo apuradas pela polícia, que tenta entender qual foi o tipo projétil e armamento usados nas filmagens. Segundo o Sindicato Aliança Internacional de Funcionários de Palco Teatral (IATSE, na sigla em inglês), a arma continha uma bala de verdade.