PUBLICIDADE
Topo

Após pior audiência da história, Oscar precisará passar por 'reforma'?

Estatueta do Oscar
Estatueta do Oscar
Getty Images

De Splash, em São Paulo

02/05/2021 04h00

A cada ano que passa, a audiência da premiação mais importante do cinema, o Oscar, vem caindo. Com a pandemia, o número de espectadores despencou de 23,6 milhões em 2020 para 9,85 milhões em 2021.

O pior número já registrado.

Você até poderia esperar uma queda nos últimos anos por conta da complicação de se fazer a entrega das estatuetas de forma presencial. Mas como a academia pode tentar evitar que a cerimônia se torne cada vez menos assistida?

Será que é algo irreversível?

Continua depois da publicidade

Uma festa para além de quem respira cinema.

O Oscar é uma premiação reconhecida por todos, até por aqueles que não assistem três filmes por dia.

Fazer uma premiação com discursos longos e sem nenhuma apresentação musical ou um show de entretenimento, fica parecendo uma reunião de negócios voltada para o cinema.

Ramin Setoodeh, jornalista da revista Variety, diz que a premiação foi um desastre, muito por se fechar apenas a galera aficionada.

O Grammy também viu despencar sua audiência esse ano, mas pelo menos eles tiveram alguma emoção para assistir.
Kevin Winter/Getty Images - Kevin Winter/Getty Images
Lil Baby durante apresentação no Grammy 2021
Imagem: Kevin Winter/Getty Images
Continua depois da publicidade

O streaming não ajuda?

Com a pandemia, por motivos de saúde pública não tivemos grandes lançamentos pelos cinemas do mundo. No entanto, com as plataformas de streaming isso parece ser uma realidade que veio para ficar no pós-pandemia.

Porém, essa falta de loucura para corrida às bilheterias em busca dos grandes lançamentos tira um pouco do brilho da industria, incluindo as grandes premiações como o Oscar.

Brent Lang, editor da Variety, reforçou que as plataformas têm uma dificuldade em emocionar - até pelo tanto de conteúdo que oferecem.

Serviços de streaming como Netflix ou Hulu podem estar mudando o negócio do cinema, mas oferecem um oceano tão infinito de conteúdo que grande parte pode parecer efêmero, o que eu acho que é parte do problema. É difícil transformar streaming de filmes em eventos.

Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação
Continua depois da publicidade

O Oscar não é a solução...

O critico de cinema Peter Debruge diz que os filmes que se aventuraram a serem lançados durante a pandemia do coronavírus foram corajosos e que vivemos um momento atípico em todos os sentidos.

Mas nem tudo pode voltar ao normal no futuro.

Se as pessoas quebraram o hábito de sair para ver filmes durante a pandemia, o que as trará de volta? O Oscar nunca resolveria esse problema.