PUBLICIDADE
Topo

Grammy é adiado para março por causa da pandemia do coronavírus

Billie Eilish e seu irmão, Finneas, com os prêmios do Grammy 2020 - Rachel Luna/FilmMagic
Billie Eilish e seu irmão, Finneas, com os prêmios do Grammy 2020 Imagem: Rachel Luna/FilmMagic

De Splash, em São Paulo

05/01/2021 17h51

A cerimônia do Grammy 2021 foi adiada para 14 de março por conta da pandemia do novo coronavírus. A premiação estava marcada para o dia 31 de janeiro.

A decisão foi confirmada pela Academia do Grammy no site oficial da premiação, em comunicado citando "extensas conversas com especialistas em saúde, com o apresentador do prêmio [Trevor Noah] e com os artistas que vão se apresentar na cerimônia".

A situação da covid-19 em Los Angeles está se deteriorando, com serviços hospitalares sobrecarregados e UTIs atingindo sua capacidade máxima. As novas recomendações do governo local e estadual nos levaram à conclusão que adiar o show era a melhor decisão. Nada é mais importante para nós do que a saúde e a segurança dos membros da comunidade musical, e daqueles que trabalham incansavelmente para produzir a cerimônia."
Academia do Grammy justifica adiamento

Cerimônia modificada

Harvey Mason Jr., diretor do Grammy, disse à Variety em novembro que esta edição da premiação seria "diferente dos outros prêmios que já aconteceram", justamente por causa das prevenções contra o coronavírus.

"Vamos definir o que faremos sobre a plateia quando estiver mais próximo da data, mas temos coisas muito legais e especiais que estão sendo montadas para a nossa apresentação", disse na época.