PUBLICIDADE
Topo

Luis Fonsi pós-'Despacito': fã de sertanejo e parceria com dupla brasileira

Luis Fonsi
Luis Fonsi
Divulgação

Daniel Palomares

De Splash, em São Paulo

08/10/2020 04h00

Des-pa-cito. É impossível não se lembrar do hit que invadiu o mundo, mas a carreira do porto-riquenho Luis Fonsi vai muito além disso. Em papo com Splash, o cantor falou de seu novo álbum e ainda prometeu uma parceria com uma dupla brasileira que vai dar o que falar.

Continua depois da publicidade

"Perfecta" é o nome da parceria de Fonsi com seu conterrâneo, Farruko, e que inaugura a nova era do cantor.

Estou muito animado. A música é um pouco de tudo. Feita para se sentir bem. Celebrando a beleza das mulheres e usando a palavra "perfeita" no sentido de que cada um é perfeito à sua própria maneira.

Durante o período de isolamento, Fonsi se dedicou a compor e produzir novas músicas, pensando no lançamento de seu próximo álbum, que dá sequência ao "Vida", de 2019, um de seus maiores sucessos. Mas o momento introspectivo também serviu para outras coisas.

Foi bom para desacelerar um pouco a vida que estava corrida demais. Por esse ponto, foi legal. Mas eu sinto falta de viajar. Ir ao Brasil, a Europa, a minha terra natal de Porto Rico. Sinto falta de ter contato com as pessoas, abraçar todo mundo.

Continua depois da publicidade

Explosão latina

Nem parece, mas "Despacito" já completou 3 anos! De lá pra cá, ao redor do mundo, músicas em espanhol ganharam muito mais espaço e até invadiram países como os EUA e o próprio Brasil. Anitta não me deixa mentir!

Há 20 anos, pensaria que precisaríamos cantar em inglês para conseguir apoio. As rádios dos EUA não tocariam uma música em espanhol, achando que não gostariam. Agora, as pessoas quase forçam as rádios a tocarem. Isso é lindo. O mundo está evoluindo. Espero que a música latina se torne ainda maior.

Fonsi não quer ter os créditos pela popularização da música latina ao redor do mundo, mas, sem dúvidas, "Despacito" teve um impacto gigantesco. Só no Youtube, o clipe já acumula quase 7 bilhões de visualizações!

Continua depois da publicidade

Inaugurou um movimento de artistas americanos colaborando com artistas latinos. Vimos Beyoncé cantando em espanhol com J Balvin, Drake cantando em espanhol com Bad Bunny. Fico feliz de ter feito história. Sou muito agradecido e abençoado.

E como a vida mudou depois do hit?

Muitos artistas sonham em conseguir emplacar ao menos uma música. "Despacito" quebrou recordes na parada americana da "Billboard" e levou Fonsi para lugares que ele nunca havia imaginado.

Não sei se teria conhecido o Brasil se não fosse 'Despacito'. Foi uma grande transformação. Cantar na Rússia, China, Austrália, lugares tão distantes que quase não consomem música latina.

Continua depois da publicidade

Mas o cantor não deixou o sucesso subir à cabeça.

Eu faço o que faço há muito tempo. Minha visão pessoal sobre minha música é a mesma, eu ainda sou a mesma pessoa. Ainda acordo todos os dias de manhã e agradeço a Deus por conseguir fazer tudo que eu tenho vontade.

Carinho pelo Brasil

Apesar de só ter conhecido nosso país recentemente, Fonsi conta que já costumava ouvir músicas em português, especialmente o sertanejo.

Continua depois da publicidade

Eu cresci ouvindo músicas em espanhol e inglês, mas também adoro ouvir sertanejo. Obviamente, consigo entender um pouco de português. Mas mesmo em outras línguas que não entendo, encontro alguns artistas incríveis e aquilo mexe comigo.

O cantor lançou uma parceria com Anitta no ano passado, mas garante que essa não vai ser sua única colaboração com brasileiros. Fonsi gravou uma canção com uma famosa dupla brasileira, mas ainda não pode dar todos os detalhes do novo trabalho.

Tem algo bom vindo aí! Vocês vão escutar em breve! Amo a cultura, a língua, as tradições do Brasil. A maneira que as músicas soam em português. Amo Paula Fernandes, Ivete. Trabalhar com Anitta foi maravilhoso. Ela é sexy, engraçada, coloca personalidade em tudo que faz. É uma grande amiga.

E o que mais vem por aí?

Mesmo com o futuro ainda tão incerto pelos rumos da pandemia, Fonsi espera que sua paixão pela música continue sempre viva.

Continua depois da publicidade

Quero que aquele fogo continue comigo sempre. Não quero perder o respeito pelo palco. O nervosismo que sinto antes de uma nova música. Quero ter 60 anos e continuar saindo em turnê. O momento que eu sentir que perdi isso, tirarei uma pausa. Mas ainda sou tão jovem, ainda tem muito a ser feito.