PUBLICIDADE
Topo

Porta dos Fundos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Seis razões porque o Brasil alcançou o mundo em número de vacinados

Porta dos Fundos - vídeo "Papel do SUS" - Reprodução
Porta dos Fundos - vídeo "Papel do SUS" Imagem: Reprodução
Porta dos Fundos

Textos semanais escritos pelos roteiristas do canal de humor Porta dos Fundos, responsáveis por mais palavrões ditos por famosos que a coluna do Léo Dias. "Roteiristas são como duendes: ninguém nunca os vê, mas fazem coisas mágicas por um prato de comida" (antigo provérbio chinês)

Colunista do UOL

28/08/2021 11h00

Esta coluna é contraindicada para negacionistas. Droga, pera. Negacionista não segue aviso de contraindicação. É? Essa coluna é contraindicada para pessoas com síndrome de vira-lata. Droga, Ainda tem gente que eu não quero aqui? Seu Armando, o senhor pode por favor, parar de ler a coluna e voltar pra sua janela de "5 passos para ter uma saúde perfeita ingerindo somente leite e moela"? Foi! Desculpa gente, era necessário.

Sei que a pretensão desse espaço é sempre trazer humor e descontração, ou apenas ajudar você a ir no banheiro regularmente sem fazer força, mas hoje venho falar de coisa séria. Meu dever como comunicólogo (descobri esses dias que podia me chamar assim, já que sou formado em publicidade, pelo menos de alguma coisa me serviu as aulas de teoria da comunicação, enfim) é trazer informação de qualidade para o público. Ou seria levar? Tá, talvez o diploma não tenha me ajudado tanto assim?.

O fato é que esta semana o Brasil ultrapassou os EUA e colou na Europa em porcentagem da vacinados com a primeira dose, apesar de ter começado a vacinação muito depois. O mérito obviamente não é do nosso governo — se dependesse deles, ainda estaríamos fumando remédio de verme dissolvido em narguilé —, e sim da população brasileira, que deu valor ao Sistema Único de Saúde e se dispôs a vacinar num ritmo superior ao dos gringos.

E eu como comunicólogo (caraca tô adorando falar isso) fiz uma pesquisa e apurei seis fatos que explicam o porque o Brasil chegou tão rápido nessa marca:

Fato 1: A VACINA É DE GRAÇA

Brasileiro pode até ser negacionista, acreditar em fake news, ser reacionário, mas se tem uma coisa que une o brasileiro é conseguir algo de graça. Pode ser desde vacina até ingresso para um parque de diversões de Campos dos Jordão com direito a hospedagem na pousada de beira de estrada Ninhos do Amanhã. Já falei que não vou, Lorena! A questão é, tudo de graça fica bom. Até mesmo essa coluna.

Fato 2: ENGAJAMENTO

O agro é pop e o mundo é tech. Nada rende mais curtida do que postar vídeo ou foto se vacinando. Quando meu instagram começa a não entregar minhas postagens, eu meto um #VivaOSUS, pego meu bom vinho e espero a enxurrada de like! Qualquer oportunidade que o brasileiro tiver de tirar uma foto ou fazer um vídeo, nós estaremos lá. O espírito de Telegrama Legal que habita em mim saúda o que habita em você e juntos viramos o cinegrafista mais bem pago da Globo para registrar cada minuto da vacinação.

Fato 3: COMER GENTE

A matemática é simples, quanto mais rápido vacinar, mais gente você vai comer. Imunização subindo e tesão subindo junto. Ou vocês acham que a Pfizer tá tão interessada em vacinar todo mundo porque é boazinha? Ela quer vender viagra e aumentar o peito da galera!

Fato 4: SOMOS UMA NAÇÃO HIPOCONDRÍACA

Com muito orgulho e com muito amor! Tomamos remédio até pra parar de tomar remédios. Pra tudo a gente toma uma "vitamina C só pra prevenir" e você acha que não vamos tomar uma vacininha? Bobo!

Fato 5: CORAGEM

Um povo que toma porre toda sexta pra esquecer boleto e o chefe, usa balinha em rave e come ovo colorido em bar de procedência duvidosa, vai negar uma vacina feita em laboratório por médicos e cientistas renomados?

Fato 6: GRINGO SE ACHA TUDO IMPORTANTE

Diferente daqui, lá fora tem muita gente que não quer se vacinar. Acham que é conspiração do Bill Gates, dos Illuminatti ou dos aliens pra dominar a sua mente. Isso é que dá crescer vendo filme em que o monstro sempre escolhe Tóquio ou a Casa Branca pra atacar. Brasileiro tem a autoestima mais baixa, então nem pensa que alguém se daria a esse esforço. Basta um X-Tudo e um guaracrack que a gente já tá liberando a mente, o braço e tudo mais.

Por essas e outras questões que o Brasil vem se tornando referência na vacinação do mundo. Deu mole, a gente aplica 4 ou 5 doses! Nos banheiros da Smart Fit já vi tanta gente tomando agulhada que já deve ter chegado até mesmo a sexta dose. O importante é vacinar! Se protejam e, se você for de Joinville, ponha o bumbum pra jogo sem medo!

(Matheus MAD é roteirista do Porta dos Fundos, humorista e comunicólogo. No instagram: @omatheusmad)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL