PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Sem previsão de retomada, Record terá de voltar ao Marrocos para 'Gênesis'

Adão (Carlo Porto) e Eva (Juliana Boller) e o diretor Edgard Miranda gravando "Gênesis" - Reprodução/Instagram
Adão (Carlo Porto) e Eva (Juliana Boller) e o diretor Edgard Miranda gravando "Gênesis" Imagem: Reprodução/Instagram
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

04/08/2020 07h00

Resumo da notícia

  • Emissora precisa voltar ao país africano para completar cenas da trama bíblica
  • Por causa do número de externas, figurantes e grande elenco, novela ainda não tem previsão para voltar a ser gravada
  • "Gênesis" deve bater o recorde em número de atores numa produção nacional: serão de mais de 200, ao longo de sete fases

Se "Amor Sem Igual" tem data para recomeçar as gravações na Record, o mesmo não pode se dizer de sua próxima novela bíblica, "Gênesis". O folhetim, que contará histórias como as de Adão e Eva, da arca de Noé e da Torre de Babel, ainda não tem previsão para retomada dos trabalhos.

Ao contrário da trama de Cristianne Fridman, que reabrirá os estúdios na próxima segunda-feira (10), a produção de múltiplos autores precisa de estrutura maior e mais ambiciosa para sair do papel.

Além de exigir muitas externas e uso de figurantes, "Gênesis" precisa levar ainda parte do elenco de volta ao Marrocos. Por causa da pandemia, a Record teve de fretar um avião para trazer os atores e produtores do país, uma vez que as estradas estavam sendo fechadas e o turismo barrado. Na época, não foi possível completar todas as gravações na região de Ouarzazate.

A emissora agora precisa esperar a reabertura do país africano e o arrefecimento da pandemia no Brasil para cumprir todos os trabalhos pendentes por lá e poder reiniciar as gravações por aqui.

Com elenco numeroso, "Gênesis" tem ainda nomes a definir em suas fases finais e novos acertos a serem feitos, uma vez que alguns dos contratos por obra já venceram durante o período de isolamento. O folhetim deve bater o recorde de maior número de atores da teledramaturgia nacional: mais de 200.

Ao todo, a novela bíblica terá sete fases: Jardim do Éden, Arca de Noé, Torre de Babel, Ur dos Caldeus, Jornada de Abraão, Jacó e José do Egito. Cenas de pelo menos duas delas, envolvendo Adão (Carlo Porto) e Eva (Juliana Boller), Caim (Eduardo Speroni) e Abel (Caio Manhente) e Noé (Oscar Magrini) chegaram a ser gravadas.

Entre os atores escalados para a produção estão nomes como Igor Rickli, Francisca Queiroz, Oscar Magrini, Camila Rodrigues, Pérola Faria, Alexandre Slaviero, Nando Rodrigues, Zécarlos Machado e Ângelo Paes Leme.

Procurada, a Record confirma que não há previsão para a retomada das gravações de "Gênesis".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL