PUBLICIDADE
Topo

Cabo de Santo Agostinho tem praias belíssimas; veja as atrações imperdíveis

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

21/12/2017 04h00

Pernambuco é um dos destinos mais populares para curtir um calorzão no Nordeste: no Estado estão algumas das praias mais lindas do país, grande parte delas facilmente acessíveis a partir de sua capital. Uma das mais interessantes regiões do litoral pernambucano é, sem dúvida, a do Cabo de Santo Agostinho e seus arredores, uma área que reúne faixas de areia paradisíacas, ruínas históricas e boa infraestrutura hoteleira (e que fica a menos de 50 km de Recife). Abaixo, veja atrações imperdíveis do local.

Praias para todos os gostos

Praia de Calhetas: A praia Calhetas é uma baía de quase 200m que chama a atenção por suas águas azuladas, coqueiros e pelo colorido dos barcos, em Cabo de Santo Agostinho. O local é bastante procurado por praticantes de mergulho e pesca submarina - Miguel Igreja/Empetur/Divulgação - Miguel Igreja/Empetur/Divulgação
Imagem: Miguel Igreja/Empetur/Divulgação

O Cabo de Santo Agostinho oferece faixas de areia de beleza variada. Quer passar o dia tomando sol em uma orla aconchegante e de aspecto quase selvagem? Vá à pequena praia de Calhetas (na foto), formada por uma orla digna de cartão-postal e banhada por águas tranquilas, sobre a qual balançam barquinhos ao sabor do movimento do oceano. E lá mesmo, do topo de uma colina, é possível fazer tirolesa sobre o mar azul que banha Calhetas. A praia do Paiva, por sua vez, é para quem gosta de cenários mais grandiosos: o lugar é composto por uma extensa faixa de areia protegida por imensos coqueirais, além de oferecer areia clara e fina para os visitantes. E a praia de Gaibu é cercada por boa oferta de restaurantes e hotéis. Pedra do Xaréu, Paraíso e Itapuama são outros points litorâneos populares na região.

Veja também:

Mirantes para lindas fotos 

Região de Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco, marca o ponto de ruptura final entre os continentes sul-americano e africano, que ocorreu há cerca de 102 milhões de anos, deixando marcas na região até hoje. A antiga Casa do Faroleiro, por exemplo, está encrustrada no solo granítico da época do rompimento. Dá para acessar o local pela praia de Gaibu e curtir a bela paisagem - Vivian Ortiz/UOL - Vivian Ortiz/UOL
Imagem: Vivian Ortiz/UOL

Entre uma praia e outra, a região de Cabo de Santo Agostinho oferece mirantes excelentes para o turista fazer grandes fotos. Um deles é um mirante ao lado do centrinho da Vila de Nazaré, de onde é possível ver o mar quebrando lá embaixo e, ao longe, com o clima permitindo, a silhueta dos edifícios de Recife. Já do Mirante do Paraíso, os viajantes enxergam a orla da praia do Paraíso e até parte da estrutura do enorme porto de Suape, que fica na área. E, para uma bela fotografia panorâmica, vá até o mirante que fica ao lado da praia de Itapuama, de onde se descortina a vista desta longa e linda faixa de areia protegida por coqueiros. É possível chegar tanto à região dos mirantes como aos monumentos citados no próximo tópico em passeios de bugue contratados com agências e hotéis locais. 

Igrejinha e licor de jenipapo

A Igreja de Nossa Senhora de Nazaré fica em um dos pontos mais altos de Cabo de Santo Agostinho. Ela foi construída pelos portugueses em 1597, conservando elementos de seus traços quinhentistas. Passou por ampliações em 1679 e 1872, assumindo o formato atual. Fica ao lado das ruínas do antigo Convento Carmelita, do século 17, cujas ruínas são conservadas com a ajuda o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) - Vivian Ortiz/UOL - Vivian Ortiz/UOL
Imagem: Vivian Ortiz/UOL

Visitar a vila de Nazaré é um dos passeios mais interessantes para fazer em Cabo de Santo Agostinho. O local lembra o cenário de uma novela da Globo ambientada em algum pacato trecho litorâneo do Nordeste: são ruazinhas de areia, uma cruz a adornar um largo (também de areia) e a igreja de Nossa Senhora de Nazaré (na foto), construída pelos portugueses no século 16 e que fica junto das ruínas de um convento carmelita. Na frente do templo, há barracas vendendo licor de jenipapo, produto típico do lugar. Além disso, a vila está localizada no ponto mais alto de Cabo de Santo Agostinho, oferecendo lindas vistas para o oceano Atlântico. Outro monumento histórico da região que merece uma visita é o antigo Engenho Massangana, com edificações do século 19. 

Hospedagem com tudo incluído

Vila Galé Eco Resort do Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco - Divulgação/Vila Galé Eco Resort - Divulgação/Vila Galé Eco Resort
Imagem: Divulgação/Vila Galé Eco Resort

Há ampla infraestrutura hoteleira em Cabo de Santo Agostinho e arredores, e uma das melhores opções de hospedagem no balneário é o Vila Galé Eco Resort (na foto), que fica de frente para o mar que banha a praia de Suape. Trata-se de um resort que funciona em sistema "tudo incluído". Ou seja, os hóspedes têm acesso a comidas e bebidas (incluindo alcoólicas) à vontade durante todo o dia. Além disso, o Vila Galé oferece piscina de frente para o oceano, spa (com tratamentos pagos à parte), serviço de entretenimento para crianças, academia e quadras esportivas. De 1 a 21 de janeiro de 2018, cinco noites em apartamento com vista para o mar está saindo R$ 6.930 para duas pessoas (preço sujeito a alteração). Para quem quiser gastar menos, o Cabo de Santo Agostinho abriga boa oferta de pousadas na praia de Gaibu. 

Cidades próximas

Vista de Olinda, com a Igreja do Carmo à esquerda e os arrecifes da cidade de Recife ao fundo - Andrea Dallevo/UOL - Andrea Dallevo/UOL
Imagem: Andrea Dallevo/UOL

Mesmo que praias sejam prioridade, vale a pena fazer um tour bate-e-volta para Recife e Olinda durante uma viagem a Cabo de Santo Agostinho. Estas duas metrópoles pernambucanas ficam relativamente perto do balneário e estão entre os centros urbanos mais legais do Nordeste. Em Recife, realize um passeio pelo centro histórico local, onde é possível ver o rio Capibaribe correndo embaixo de lindas pontes e admirar cartões-postais como a rua do Bom Jesus (com casario colorido e talvez a mais linda via da capital pernambucana), o Forte das Cinco Pontas (erguido no século 17) e o lindo espaço público conhecido como Pátio de São Pedro. Já Olinda, que fica ao lado de Recife, exibe paisagens dignas de quadro: sobre as colinas locais, suas antigas igrejas compõem paisagens lindíssimas com o oceano Atlântico, em uma das imagens mais fotogênicas de todo Pernambuco.