PUBLICIDADE
Topo

Com risco de desabar, caverna de gelo atrai turistas sem medo do perigo

Apesar da chance de colapso, turistas exploram cavernas de gelo do Alasca - Andrew Russeau/Creative Commons
Apesar da chance de colapso, turistas exploram cavernas de gelo do Alasca Imagem: Andrew Russeau/Creative Commons

Marcel Vincenti

Do UOL, em São Paulo

28/11/2014 12h44

O parque Mendenhall Glacier Recreational Area poderia muito bem ser um cenário de filme de ficção científica – como a superprodução "Interestelar", atualmente em cinemas de todo o Brasil. 

Localizado a 20 km da cidade de Juneau, capital do Alasca, o destino abriga cavernas de gelo que, nos últimos anos, têm atraído turistas destemidos de todo o mundo. Os visitantes que entram nos buracos gelados do parque saem de lá com fotos fascinantes: são ambientes tomados por um azul intenso, com seu teto feito de exóticas formações de gelo e o solo cortado por diversos cursos d'água.

As cavernas existem porque a geleira do Mendenhall, que se estende por quase 20 km, está derretendo. Por isso, riscos de colapso da estrutura da caverna existem – e, por vezes, viram realidade.

A atração está localizada a 20 km da capital do Estado do Alasca, nos Estados Unidos - Getty Images - Getty Images
Turistas passeiam sobre a geleira do Mendenhall Glacier Recreational Area
Imagem: Getty Images

Em julho deste ano, um dos setores da caverna desabou. Ninguém ficou ferido, mas o incidente fez o diretor do centro de visitantes do parque Mendenhall, John Neary, desaconselhar visitas à área.

"O colapso é sinal da fraqueza da estrutura do gelo", afirma ele, para depois pedir que os turistas fiquem longe da caverna. 

Neary, porém, afirmou ao jornal Alaska Dispatch News que muitos turistas continuam tentando chegar à atração.