PUBLICIDADE
Topo

Caverna repleta de figuras de pênis chama atenção em praia da Tailândia

Pênis por todos os lados em Phra Nang, Railay Beach, Tailândia - Getty Images/iStockphoto
Pênis por todos os lados em Phra Nang, Railay Beach, Tailândia
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Priscila Carvalho

Colaboração para Nossa

29/04/2022 04h00

Conhecida pelas belas praias, a Tailândia também chama atenção por suas atrações únicas. Este é o caso da caverna Phra Nang — cenário que consquistou até Anitta, na comemoração de seu último aniversário, em março.

Localizada em Railay Beach, entre as províncias de Krabi e Ao Nang, o local tem uma chamativa peculiaridade: diversos pênis na areia.

As "oferendas" em várias cores e tamanhos chamam atenção de quem passa pelo lugar. Porém, não deixa de ser um lugar de celebrações e cultos que atraem os tailandeses que oram e agradecem. Por isso, é proibido fazer gracinhas ou desrespeitar quem estiver ali no momento.

De onde eles vieram?

Os pênis de Phra Nang, Railay Beach, Tailândia - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Os pênis de Phra Nang, Railay Beach, Tailândia
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Há muitas histórias que tentam explicar o motivo pelos quais as esculturas de pênis estão em Phra Nang Beach. De acordo com o Diretório de Turismo da Tailândia, o "santuário" foi criado em homenagem à deusa chamada Pharanang, que deu origem ao nome da caverna.

Por ser muito consagrada entre pescadores e moradores da ilha, esses deixavam os objetos antes de partirem para o mar, em busca de boas vibrações, sorte e fortuna.

Já alguns moradores da praia dizem que a história começou inspirada no deus hindu Shiva. A menção pode estar ligada à fertilidade e bons presságios. Dessa forma, quando pescadores saíam para o mar pediam proteção a ele. Daí, os amuletos deixados no local.

Casal reza na Phra Nang Princess Cave, Tailândia - Getty Images - Getty Images
Casal reza na Phra Nang Princess Cave, Tailândia
Imagem: Getty Images

Outros moradores contam também que a história começou por causa de um amor entre pessoas de famílias rivais. Mesmo tendo diferenças entre os parentes, o casamento ocorreu, mas não eram todos que queriam que o jovem casal permanecesse junto. Por causa disso, houve ainda muita discórdia e brigas provocadas pelo espírito de uma serpente.

Desconfortável com a situação, um eremita que estava próximo ao local na hora transformou a cena de confusão em rochas. A noiva se tornou a caverna e os outros homens as rochas em volta do local.

Os pênis de Phra Nang, Railay Beach, Tailândia - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Os pênis de Phra Nang, Railay Beach, Tailândia
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Além do mar de pênis

Embora uma das principais atrações seja visitar a caverna de pênis, o ideal é dividir a viagem e permanecer na praia de dois a três dias para explorar mais atrações, como a bela praia de Railay West e seu famoso pôr do sol.

Outra dica é praticar escaladas nas montanhas do local. Não é muito difícil ver turistas, principalmente estrangeiros, com os pés sujos de lama e se aventurando pelas pedras. Por lá, há diversas agências que fazem esse tipo de esporte.

Railay West, na Tailândia - Getty Images - Getty Images
Railay West, na Tailândia
Imagem: Getty Images

Por último, se quiser gastar um pouco mais e ter uma experiência única, coma ou se hospede dentro de um ambiente diferente. O hotel Rayavadee tem um restaurante chamado The Grotto, que fica praticamente dentro de uma caverna (sim, outra).

Geralmente, ele fica disponível somente para quem está hospedado no espaço, mas em alguns dias os turistas podem dar sorte e conseguir desfrutar do local. Para passar algumas noites na hospedagem de luxo é preciso desembolsar aproximadamente R$ 1.620 por dia.

The Grotto - Reprodução - Reprodução
The Grotto
Imagem: Reprodução

Como chegar à caverna

Chegar até as praias e a caverna exige um planejamento bem pensado. Se vier pela capital Bangcoc, o turista precisa pegar um voo até a província de Krabi.

De lá, ir de transfer até o píer e contratar um barco que leva para Railay Beach, onde fica a caverna com os pênis. Geralmente, a embarcação para em Railay East e é possível ir caminhando até Phra Nang.

Railay Beach, na Tailândia - Getty Images - Getty Images
Railay Beach, na Tailândia
Imagem: Getty Images

Já para quem está em Phi Phi, uma das ilhas mais famosas da Tailândia, também há transportes que levam até o lugar. O ideal é consultar agências locais, pois muitas vezes só há uma única saída no período da manhã e à tarde.

Se vier de Ao Nang, também é possível comprar um bilhete de barco que sai de um píer na praia.

Quando ir

Phra-Nang Cave Beach, na Tailândia - Getty Images - Getty Images
Phra-Nang Cave Beach, na Tailândia
Imagem: Getty Images

Para conhecer as praias tailandesas é necessário olhar bem o mapa e estar atento ao clima. Quando ocorrem as monções asiáticas, que são chuvas intensas em um determinado período do ano, o turista não consegue desfrutar tanto das praias e a maioria dos dias são nublados e muito abafados.

O ideal é visitar o país na temporada seca, que é de outubro até meados de abril. Nessa época, as temperaturas são mais "amenas" (de 32°C a 37°C) e as chuvas quase não ocorrem.

Importante saber também que conhecer a Tailândia exige alguns dias bem distribuídos e definidos. Por ser formado por muitas ilhas, nem sempre será possível se locomover só com transporte terrestre. Para chegar em determinadas praias, é necessário barquinhos ou embarcações maiores.

Dessa forma, quem sofre com enjoos ou outros problemas de saúde pode ser mais difícil se acostumar com os trajetos. Defina bem os locais que pretende conhecer e divida em praia, cidade ou coloque as duas opções no roteiro.