PUBLICIDADE
Topo

Como fazer horta em casa ou apartamento: dicas de terra, irrigação e mais

Como fazer horta em casa: veja dicas do básico ao avançado - Getty Images
Como fazer horta em casa: veja dicas do básico ao avançado Imagem: Getty Images

Nicole D'Almeida

Colaboração para Nossa, em São Paulo

21/01/2022 04h00Atualizada em 18/05/2022 12h51

São diversos os benefícios que uma horta em sua casa pode proporcionar. Desde ter aquele momento e sensação de que você está cultivando seu próprio alimento até saber o que exatamente está indo para o prato.

E se você está se perguntando se qualquer um pode ter uma horta morando em uma casa pequena ou apartamento, a resposta é sim. "Só é preciso avaliar o espaço existente, a iluminação, a circulação de vento e as expectativas de produção para uma horta caseira", explica Giselle Marques Battistelli, arquiteta e paisagista da Arquintal Paisagismo.

Mesmo não tendo nenhuma experiência, seguindo os cuidados básicos (como adubação, irrigação e luz solar) você consegue manter a hortinha.

Está pensando em começar seus cultivos próprios? Confira abaixo as principais dicas dos especialistas que separamos para você.

Como fazer horta em casa: primeiros passos

Analisando o espaço

O primeiro passo é analisar o espaço disponível. É preciso observar onde tem sol e em quais momentos do dia em que ele entra em sua casa. Além disso, por quanto tempo a luz solar permanece ali.

Uma horta precisa de no mínimo quatro horas de sol por dia. "Menos de quatro horas você não vai conseguir ter uma horta. Esse é um ponto crucial. Claro que algumas vezes você vai precisar de mais, mas quatro horas já é o aceitável", conta João Levy, COO e cofundador da Yes We Grow.

Escolhendo o modelo de horta

Após a análise do espaço e da iluminação, é hora de pensar em como você quer sua horta ou qual modelo o tamanho do lugar suporta. Você pode optar por vasos no chão, na parede, em floreiras ou até mesmo no próprio terreno, caso tenha um jardim.

Você deve pensar na horta em casa de acordo com o espaço disponível - Getty Images - Getty Images
Você deve pensar na horta em casa de acordo com o espaço disponível
Imagem: Getty Images

Escolhendo o que plantar

As espécies irão depender da quantidade de sol que entra no local escolhido. "As que exigem mais luminosidade são tomate, pimenta, pimentão, temperos e couve. Já a chicória, radicci e o espinafre exigem menos sol", diz Battistelli.

Levy explica que os temperos, como pimentinhas, coentro, manjericão, salsinha e cebolinha, não necessitam de um espaço muito grande e não recomenda hortaliças e outros alimentos que rastejam (melancia, abóbora e pepino, por exemplo) em espaços pequenos.

Visto isso, Battistelli explica que, no geral, as ervas são mais fáceis de cuidar do que as hortaliças, que precisam de mais dedicação.

Como preparar a terra da horta em casa

Chegou a hora de preparar a terra para receber as mudinhas ou as sementes. Primeiramente, escolha um vaso com furos na parte inferior ou até mesmo um sistema de drenagem.

Caso você queira preparar o solo desde o início, você irá precisar de uma camada de drenagem (pedrinhas, argila expandida ou areia), uma camada de substrato e uma camada de nutrição (esterco, farinha de ossos, por exemplo).

É importante esperar sete dias porque vai existir uma decomposição, uma fermentação daquele solo e daqui sete dias você está seguro para fazer o plantio", explica Levy.

Existem algumas misturas já prontas. Caso opte por elas, não precisa esperar sete dias para a fermentação do solo, podendo assim, já plantar a muda ou a semente.

Como comprar e plantar a muda na horta

Segundo Levy, é muito importante saber onde comprar a mudinha porque aquela planta muitas vezes pode ter sido turbinada com nutrientes que nem sempre são orgânicos.

"Existe uma superalimentação que o produtor faz antes dela ir para o supermercado para ela ter uma janela de 10 dias muito exuberante. Na hora que você compra, você fala 'nossa, essa mudinha está linda' e leva para casa. Você rega uma, duas, três vezes aí em duas semanas ela já não está mais legal, porque reduziu aquela quantidade de suplementação que ela recebeu do produtor", explica o CEO e cofundador da Yes We Grow.

Escolhida a mudinha, basta transplantá-la para o local desejado. Abra um buraco na terra e plante o torrão. Por fim, faça uma leve pressão na terra com as mãos ao redor da muda — isso ajuda a fixá-la no solo.

Na hora de plantar o torrão, vale fazer uma leve pressão na terra ao redor da muda - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Na hora de plantar o torrão, vale fazer uma leve pressão na terra ao redor da muda
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Plantando sementes

É importante escolher a quantidade de sementes que vai colocar na terra porque uma pode acabar comendo a outra. Portanto, é necessário fazer o desbaste.

Escolha as sementes e faça um furinho (do dobro do tamanho da semente) na terra. Coloque de 3 a 4 sementes por buraco e cubra-as de leve.

Lembre-se sempre de deixar o solo úmido para que germinem. Caso mais de uma semente germine no mesmo local, faça a remoção ou o transplante da muda menos desenvolvida.

O primeiro estágio, da brotação da semente é o mais preocupante, já que as raízes são muito sensíveis. Portanto, para umedecer o solo opte pelo borrifar. Dessa forma, a chance de deslocar aquela raiz de lugar ou quebrá-la é menor.

Como fazer horta em casa: manutenção e crescimento

Irrigação da horta

Uma dica simples para verificar se o solo está precisando de água é colocando o dedo na terra. Se estiver úmida, está ótimo, mas se estiver seca, pode regar. Caso esteja bem molhada (quando a terra gruda no dedo) é preciso dar um tempo.

Outro ponto interessante a se observar, juntamente com a terra, são as folhas. Caso estejam murchas, já é hora de regar. "Isso porque algumas plantas começam a enrolar as folhas na falta de água e, se não forem molhadas imediatamente, correm o risco de perder a plantinha", diz Battistelli.

As regas no verão devem ser em pouca quantidade e diárias. No inverno a irrigação pode ser feita de duas a três vezes por semana, dependendo da espécie", completa a paisagista.

Horta em casa: de olho na iluminação e regas - iStock / Getty Images Plus - iStock / Getty Images Plus
Horta em casa: de olho na iluminação e regas
Imagem: iStock / Getty Images Plus

Iluminação

Battistelli explica que não há como saber diariamente se a planta está recebendo sol suficiente. Entretanto, caso esteja necessitando de mais sol, "ela irá demonstrar em algumas semanas, normalmente não crescendo como o esperado". A paisagista indica pesquisar a quantidade ideal para cada espécie.

Levy diz que é preciso, no mínimo, quatro horas de sol da manhã. "O sol da tarde é muito forte e pode queimar a plantinha. Mas nada impede de ter uma cortininha".

Adubação da horta

preparo do adubo orgânico horta em casa - Fabiano Cerchiari/UOL - Fabiano Cerchiari/UOL
Imagem: Fabiano Cerchiari/UOL

Não é preciso trocar a terra, mas é necessário fazer uma manutenção, colocando nutriente a cada 20 ou 30 dias. Levy indica o uso de bokashi, adubo de origem oriental resultado da fermentação de produtos de origem vegetal ou animal.

Outro ponto interessante é fazer uma camada de folhas mortas ou galhos secos sobre o solo exposto. Ela irá servir como matéria orgânica e camada protetora para o solo.

Poda da horta

É importante fazer a poda das plantas para manter um desenvolvimento saudável. Para isso, remova galhos e folhas secas ou mortas.

Colheita

A colheita é muito importante para que a planta continue se desenvolvendo. "As hortaliças têm um tempo de colheita certos, que o condutor da horta poderá saber em uma simples pesquisa ou observando se ela está em um tamanho adequado", aponta Battistelli.

Levy conta que você pode colher a partir do momento que ela tem minimamente uma estrutura. Dessa forma, você precisa colher no máximo 30% do que tem ali para que ela consiga se desenvolver de uma maneira adequada. A forma certa de colher é sempre de fora para dentro e de cima para baixo.

Controle de pragas

Joaninha - Reprodução - Reprodução
A joaninha pode ser uma arma natural no controle de pragas
Imagem: Reprodução

Tenha o hábito de sempre observar toda a plantinha. Dessa forma, caso encontre uma praga é possível acabar com ela antes de virar uma infestação.

Caso ache alguma, uma das opções é tentar eliminar manualmente as pragas cortando, limpando e passando algum produto natural que não prejudique a colheita.

Existem diversos repelentes naturais, receitinhas caseiras ou até mesmo produtos prontos. Lembre-se que há insetos que são benéficos para o seu pequeno cultivo, como joaninhas, por exemplo, que se alimentam de pragas.

Vale lembrar que as plantas só são atacadas por pragas caso as condições do solo, irrigação, clima e luminosidade estejam inadequadas.

Cuidados básicos da horta em casa

Para os especialistas, os cuidados básicos para uma horta em casa são: não deixar faltar água, fazer limpeza das folhas secas, observar se estão saudáveis, observar se não existem fungos ou alguma praga, adubar e colher.

Cuidados avançados da horta em casa

Já os cuidados avançados são: cuidar de cada planta individualmente, observando a quantidade de água que cada uma precisa, assim como o tipo de solo e iluminação.

Além disso, Battistelli indica "ter um caderno de plantio listando suas espécies. Anotar quando foi plantada cada uma das espécies, quais os melhores adubos e frequência de adubação para cada espécie de forma individualizada".