PUBLICIDADE
Topo

Estação de ônibus vence prêmio mundial por revitalização de design moderno

Estação vencedora do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021 é remanescente do movimento brutalista britânico - Reprodução/John Puttick Associates
Estação vencedora do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021 é remanescente do movimento brutalista britânico Imagem: Reprodução/John Puttick Associates

De Nossa

24/11/2021 10h09

A estação de ônibus da cidade de Preston, na região de Lancashire no Reino Unido, é a vencedora do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021, uma competição de obras de restauração em estruturas com arquitetura e design inovadores promovida bianualmente pelo Fundo de Monumentos Mundiais, que divulgou o resultado na última semana.

Aberta ao público em 1969, a construção de arquitetura brutalista assinada originalmente pelos arquitetos Keith Ingham e Charles Wilson era, à época, a maior estação de ônibus da Europa.

Com fachada de concreto reforçado exposto e silhueta distinta, como era comum à estética do pós-guerra, a estação quase foi demolida em 2012 por causa do visível desgaste que o prédio havia sofrido.

Estação de ônibus de Preston, no Reino Unido, é a vencedora do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021 - Reprodução/John Puttick Associates - Reprodução/John Puttick Associates
Imagem: Reprodução/John Puttick Associates

No entanto, organizações de preservação da arquitetura local fizeram abaixo-assinados protestando a decisão e pedindo a manutenção urgente do edifício. Naquele ano, o Fundo de Monumentos a colocou em sua lista de prédios históricos ameaçados, segundo a revista Architectural Digest.

A manobra deu certo. A Sociedade Histórica da Inglaterra reconheceu a importância da estação de Preston em 2013 e, em 2015, foi iniciado o processo de reforma, com a troca dos pisos emborrachados e a restauração de letreiros conduzida pelo escritório de arquitetura John Puttick Associates.

Estação de ônibus de Preston, no Reino Unido, é a vencedora do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021 - Reprodução/John Puttick Associates - Reprodução/John Puttick Associates
Imagem: Reprodução/John Puttick Associates

O júri da premiação — composto por experts em história da arte, arqueologia, arquitetura, urbanismo e preservação de instituições como as prestigiosas universidades Columbia e Brown, nos EUA — considerou o resultado final bem sucedido, já que o design continua a exibir "claridade de expressão interna e externa", com elementos estruturais expostos, como é característico do projeto original.

"A restauração respeitosa do complexo representa não só apreciação do compromisso modernista de criar monumentos dignos para funções civis básicas, mas também a necessidade de o século 21 adotar uma reabilitação sustentável das estruturas que herdou. É uma conquista para Lancashire e um exemplo para outras cidades", disse Barry Bergdoll, presidente do júri em comunicado à imprensa.

Estação de ônibus de Preston, no Reino Unido, é a vencedora do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021 - Reprodução/John Puttick Associates - Reprodução/John Puttick Associates
Imagem: Reprodução/John Puttick Associates

A premiação ainda destacou a importância de se valorizar obras que dinamizem o transporte coletivo, tirando de cenas os carros e minimizando a emissão de poluentes atmosféricos em tempos como estes em que já se sente o impacto das mudanças climáticas.

A cerimônia de entrega do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021 acontecerá no AIA New York, centro de arquitetura da cidade, em 14 de dezembro.

Estação de ônibus de Preston, no Reino Unido, é a vencedora do Prêmio Knoll de Modernismo de 2021 - Reprodução/John Puttick Associates - Reprodução/John Puttick Associates
Imagem: Reprodução/John Puttick Associates