PUBLICIDADE
Topo

Cestinha feita com arroz vira petisco de bar carioca; aprenda a receita

Beuno Calixto

Colaboração para Nossa

14/11/2021 04h00

"Enquanto o óleo esquenta, vou empanando a cestinha para fritar", sugere Teresa Cristina, que ensina, no "Botequim da Teresa", o preparo da cestinha de hauçá, feito com arroz de hauçá. O petisco é uma releitura do prato nigeriano, criada no Dida Bar, um autêntico reduto de comida africana na zona Norte do Rio.

Essa cestinha é um arroz feito com carne-seca, farinha, servida com um creme de camarão com óleo de coco e um pouquinho de dendê. Gosto de Bahia!

Uma dica da cozinheira Dida Nascimento: passar a cestinha no leite de uma maneira bem rápida para não desmanchar. E também congelar para ficar crocante na hora de fritar. Depois de fritar, deixar secar o óleo com a cestinha virada para baixo num papel toalha, para sair o excesso.

Prato favorito de Jorge Amado, que faz 20 anos que nos deixou em agosto de 2021, o arroz de hauçá foi trazido para o Brasil entre os séculos XVIII e XIX, pelo povo africano denominado haussá, hauçá ou haúsa, que habitava o Norte da Nigéria. A culinária nordestina (principalmente a baiana) incorporou-o ao seu rico repertório, com retoques que tornaram o arroz de hauçá ainda mais apetitoso. No Rio, a receita histórica tem morada no Dida Bar, que hoje tem o quintal como salão principal, com 50 lugares.

teresa cristina botequim - Zô Guimarães/UOL - Zô Guimarães/UOL
Imagem: Zô Guimarães/UOL

Comida africana e músicas típicas: este é o tempero que faz sucesso na cozinha da chef Dida, que serve também moqueca de camarão e o petisco "cestinha da hauçá, uma releitura do arroz famoso, pedida (e aplaudida) por ninguém menos que a ativista Angela Davis, quando ele esteve ali em janeiro de 2020.

"Conversamos sobre as necessidades de construir novas referências negras para o mundo. Ela tomou drinques e também comeu Tocossado, de Moçambique", comenta Dida.

Servido por Teresa às convidadas Zezé Motta e Juliana Alves, o petisco famoso foi criado para o Comida di Buteco de 2017. Axé!

Caipirosca para brindar e dar início aos trabalhos

E como não dá para degustar uma delícia dessas sem um bom drinque, e comida de botequim tem tudo a ver com caipirosca de limão com caju, na opinião da apresentadora, "perfeito para harmonizar com a carne-seca":

50ml de vodca (ou cinco tampinhas)
2 fatias de limão (tirar o bagacinho do meio, que amarga)
1 caju cortado
2 colheres de sobremesa de açúcar
Gelo

Preparo: Numa coqueteleira, macere as frutas com o açúcar. Adicionar gelo e vodca. Sacudir! Pronto para servir. Mas antes brindar com os amigos, como fez Teresa Cristina com a dupla de convidadas.

Samba, série e Teresa

O "Botequim da Teresa" vai ao ar todas as sextas-feiras, às 11 horas, no Canal UOL e no YouTube de Nossa (inscreva-se já para receber os lembretes). Em cada episódio, Teresa Cristina recebe um convidado especial e ensina a fazer os petiscos clássicos de alguns do botequins mais famosos do Rio de Janeiro. O programa é uma coprodução de Nossa e MOV, a plataforma de vídeo do UOL.