PUBLICIDADE
Topo

Saiba como escolher o vaso ideal para cada tipo de planta

São muitas as opções de vasos para suas plantas. Qual é a mais correta? - Getty Images/iStockphoto
São muitas as opções de vasos para suas plantas. Qual é a mais correta?
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Silvia Montico

Colaboração para Nossa

05/11/2020 04h00

Quem nunca teve a experiência de comprar uma planta linda e vistosa e, ao mudá-la de vaso, assisti-la murchar, perder folhas, amarelar ou simplesmente morrer? Isso porque cada planta pede um tipo de cultivo específico, que está relacionado diretamente ao modelo de vaso escolhido.

Confira a seguir um guia que vai ajudar você a acertar na escolha do vaso e ainda salvar a pele das suas amadas plantinhas.

Por dentro das propriedades de cada vaso

Barro, plástico, cerâmica...? São muitas as opções de vasos. Conheça o melhor para as suas plantas - Rafaella Ribeiro - Rafaella Ribeiro
Barro, plástico, cerâmica...? São muitas as opções de vasos. Conheça o melhor para as suas plantas
Imagem: Rafaella Ribeiro

Para a jardinista Rafaella Ribeiro, é essencial conhecer as propriedades de cada tipo de vaso antes de definir os locais mais apropriados para acomodá-los e também de escolher qual planta será colocada em cada um deles.

Vasos de barro

Os vasos de barro são porosos e, portanto, retiram muita umidade do solo.

As plantas que conseguem reter líquido, como os cactos e as suculentas, são mais apropriadas para esse modelo, uma vez que geralmente são nativas de regiões que têm por característica a escassez de chuva e consequentemente a de água", explica Rafaella.

Vaso de barro com cactos - Rafaella Ribeiro - Rafaella Ribeiro
Vaso de barro com cactos
Imagem: Rafaella Ribeiro
Vasos de barro - Rafaella Ribeiro - Rafaella Ribeiro
Vasos de barro
Imagem: Rafaella Ribeiro

Os vasos de barro ainda facilitam a circulação de oxigênio pelas raízes, o que evita o apodrecimento e estimula o desenvolvimento da planta.

Por terem um alto apelo estético e estarem super em alta na decoração de interiores, os vasos de barro são comumente vistos com outros tipos de plantas, como as folhagens tropicais do tipo monsteras e filodendros, por exemplo. Neste caso, a jardinista orienta que é necessário diminuir o intervalo entre as regas em comparação às mesmas espécies tropicais plantadas em vasos de plástico.

Vasos de plástico

Os vasos de plástico são bem diversificados, sendo facilmente encontrados em várias cores e tamanhos. Uma das principais vantagens é que são leves, mas, por outro lado, o material resseca mais fácil, não é sustentável e pode queimar as raízes das plantas, caso expostos ao sol intenso e frequente.

Para evitar que isso aconteça, opte por deixar os vasos de plástico dentro de casa, em locais onde a incidência de sol não irá superaquecer o material.

Vasos de plástico - Rafaella Ribeiro - Rafaella Ribeiro
Vasos de plástico
Imagem: Rafaella Ribeiro


Sobre trocar ou não a planta do vaso de plástico logo depois de comprá-la, Rafaella pontua: "alguns defendem que é preciso trocar a planta de vaso imediatamente, mas outros acreditam que a planta ficará 'estressada'. Pela minha experiência, é mais importante saber a procedência da planta, observar se as raízes estão saindo por cima ou por baixo do vaso do que ter uma regra geral para essa troca", diz.

Segundo ela, alguns produtores deixam a planta crescer ao máximo no vaso que vai ser comercializada e, neste caso, é importante passá-la para um vaso maior ao chegar em casa, para que ela possa continuar se desenvolvendo de forma saudável. "Mas caso não tenha sinais de raízes saindo pelos furos do vaso, essa troca pode esperar um pouco mais, orienta.

Vasos de plásticos são indicados para o plantio de samambaias, marantas, antúrios, peperômias, jiboias, begônias, pileas e uma grande variedade de espécies.

Vasos de cimento

Os vasos de cimento podem ser feitos até em casa, mas são pesados e, por isso, dificultam a limpeza do ambiente, além de serem mais difíceis de transportar. Também são muito indicados para o plantio de cactos e suculentas, ou ainda plantas que lidem bem com a sua umidade.

Vasos de cerâmica esmaltada

Vaso de cerâmica esmaltada são bons e bonitos... - Rafaella Ribeiro - Rafaella Ribeiro
Vaso de cerâmica esmaltada são bons e bonitos...
Imagem: Rafaella Ribeiro
Vaso de cerâmica esmaltada são bons e bonitos... - Rafaella Ribeiro - Rafaella Ribeiro
...mas podem sair um pouco mais pesados no bolso
Imagem: Rafaella Ribeiro

"São vasos belíssimos e de alta qualidade, que têm sofisticação e boa durabilidade. No entanto, os valores podem não ser tão acessíveis", comenta Rafaella. Este modelo de vaso também é conhecido como vaso vietnamita e é indicado para o plantio de árvores frutíferas ou arbustos.

Qual a diferença entre vaso e cachepot?

Na hora de escolher o vaso ideal para suas plantas é preciso ter atenção para não confundir vasos com cachepots, que são na verdade um "porta-vaso".

As plantas são diretamente colocadas no substrato nos vasos, mas isso não deve ocorrer nos cachepots, pois não têm furos de drenagem.

Cachepots e vaso de barro - Rafaella Ribeiro - Rafaella Ribeiro
Cachepots e vaso de barro: quais as diferenças entre os suportes?
Imagem: Rafaella Ribeiro

Esta é inclusive a grande diferença entre eles: a ausência de furos no fundo dos cachepots", explica a jardinista.

No entanto, cachepots também são super recomendados e bem-vindos para se ter em casa, pois têm a função de trazer mais estilo e personalidade aos ambientes e ainda escondem os vasos que não são esteticamente tão atraentes, como os de plástico.

Os cachepots podem ser encontrados em materiais diversos como cerâmica, metal, cimento, tecido, crochet, entre outros.