Realme C53 é mais do que um celular basicão e sai por menos de R$ 1.000

O que um celular de R$ 1.000 consegue oferecer em desempenho, qualidade de câmeras e bateria? Essa foi uma pergunta que me fiz enquanto testava o Realme C53. Apesar de ter sido lançado em agosto de 2023 por R$ 1.399, hoje ele é facilmente encontrado por valores menores.

Mesmo sendo mais barato do que muitos modelos da concorrência, vale deixar logo claro que o Realme C53 não é um daqueles aparelhos simplificados ao máximo para manter seu custo baixo. Isso pode ser observado em quase todos os aspectos do smartphone, de sua aparência até suas especificações e velocidade. Há, claro, pontos de melhoria, mas isso veremos a seguir.

Pontos positivos

Aparência: gostei do visual do aparelho, que tem uma traseira brilhosa. Mesmo sendo feita de plástico, ela evoca o visual encontrado em smartphones mais caros. Outro ponto interessante é que ele é fino (7,5 mm), o que o torna mais simples de ser carregado no bolso.

Desempenho: por mais que o Realme C53 não seja um celular extremamente rápido, ele também não exagera na lentidão. Exigiu algumas concessões gráficas em jogos como Free Fire e Asphalt 9, mas deu conta sem me fazer passar raiva em tarefas diárias.

A personalização do Android 13 não traz alterações na forma de usar o sistema operacional, o que o mantém familiar a usuários de Android.

Testei um modelo com boa capacidade: são 256 GB que podem ser expandidos por meio de cartão micro SD. Ah, e também aceita dois chips SIM.

Tela do Realme C53 mostra imagens em boa qualidade
Tela do Realme C53 mostra imagens em boa qualidade Imagem: Rodrigo Lara
Continua após a publicidade

Tela: tem resolução Full HD+ (1.080 x 2.400 pixels), o que não é tão comum nessa faixa de preço. No geral mostra imagens em boa qualidade e, associada ao tamanho de 6,74 polegadas, pode ser interessante para quem gosta de assistir a vídeos.

A tela também tem 90 Hz de taxa de atualização, o que ajudou a deixar as imagens em movimento mais fluidas.

Bateria: durante os testes, o celular ficou cerca de um dia e meio longe da tomada. É claro que o tipo de uso influencia consideravelmente, porém esse foi um resultado alinhado com o desempenho de outros aparelhos que têm a bateria de 5.000 mAh.

O modelo traz um carregador de 33W na caixa. Com o celular totalmente descarregado, a bateria chegou a 100% em cerca de 1h20.

Pontos de atenção

Câmeras: as câmeras do Realme C53 passam longe de ser ruins, mas achei as imagens muito processadas pelo sistema do telefone, o que gera um aspecto artificial, tanto em fotos durante o dia quanto em cliques noturnos.

Continua após a publicidade

Tanto a câmera traseira quanto a dianteira "dão para o gasto" considerando um uso mais trivial.

Foto noturna feita com o Realme C53 durante nosso teste
Foto noturna feita com o Realme C53 durante nosso teste Imagem: Rodrigo Lara
Este é o resultado de uma foto tirada durante o dia e de um ângulo semelhante
Este é o resultado de uma foto tirada durante o dia e de um ângulo semelhante Imagem: Rodrigo Lara

Resistência à água: se você pretende comprar um Realme C53, um alerta: mantenha ele bem longe da água. O aparelho não possui qualquer tipo de certificação que indique resistência nesse quesito, o que certamente é algo que demanda uma atenção adicional.

Recursos extras

O Realme C53 traz NFC, o que permite que ele seja usado em pagamentos por aproximação.

Continua após a publicidade

Ele também usa o espaço de armazenamento como memória RAM adicional e tem um recurso interessante chamado "Mini Cápsula", que cria uma telinha adicional ao redor da câmera frontal do aparelho, em um esquema similar ao visto nos iPhone mais recentes.

Para quem é este smartphone?

Quem quer gastar o mínimo possível para levar um celular razoável para casa, pode ter no Realme C53 uma boa opção. O mesmo vale para quem procura ter um celular secundário para o dia a dia.

Por mais que esse não seja um aparelho basicão, ainda assim ele faz concessões em prol do baixo preço. Não vai ser um aparelho propriamente rápido e também tem a questão da ausência de qualquer proteção contra água.

Ficha técnica

Sistema operacional: Android 13 com Realme UI T
Tela: IPS LCD de 6,74 polegadas, Full HD+ (1.080 x 2.400 pixels), 90 Hz de taxa de atualização
Câmeras principais: 50 MP (grande angular) + 0,3 MP (profundidade)
Câmera frontal: 8 MP (grande angular)
Bateria: 5.000 mAh
Processador: Unisoc Tiger T612 (octa-core de 1,8 GHz)
Armazenamento: 128 GB ou 256 GB, expansível por cartão micro SD
Dimensões: 167,3 mm x 76,7 mm x 7,5 mm (A x L x P); 182 gramas

Continua após a publicidade

Quer saber mais sobre eletrônicos, produtos de casa, de beleza e achadinhos do momento? Fique de olho na nossa curadoria de ofertas: no Monitor de Ofertas UOL, no nosso Canal do WhatsApp, no X (ex-Twitter) (@ofertas_uol) e nos vídeos do TikTok (@guiadecompras_uol).

Imagem

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes