PUBLICIDADE
Topo

Vôlei


Giba e Emanuel jogam vôlei na neve para esporte entrar nos Jogos de Inverno

Giba (ao centro, de azul) durante evento de exibição do vôlei na neve em Pyeongchang - Kim Hong-Ji/Reuters
Giba (ao centro, de azul) durante evento de exibição do vôlei na neve em Pyeongchang Imagem: Kim Hong-Ji/Reuters

Do UOL, em São Paulo

14/02/2018 10h01

Nesta quarta-feira (14), a Federação Internacional de Vôlei (Fivb) realizou evento com jogos-exibição de vôlei na neve em Pyeongchang, cidade sul-coreana que recebe a Olimpíada de Inverno, para promover a modalidade. Os brasileiros Giba e Emanuel estiveram entre as atrações da partida.

O vôlei na neve já é praticado na Europa, com uma pequena liga continental da modalidade. O objetivo das exibições é tentar emplacar o esporte nas próximas Olimpíadas de Inverno.

O evento foi realizado na Casa Áustria, base dos atletas do país em Pyeongchang, e contou com os austríacos Stefanie Schwaiger e Nikolas Berger. A chinesa Xue Chen, a sul-coreana Kim Yeon-Koung e o sérvio Vladimir Grbic completaram a lista de atrações. Giba foi medalhista de ouro na Olimpíada de 2004 e de prata nas de 2008 e 2012 pela seleção brasileira de vôlei. Emanuel, por sua vez, foi ouro em 2004, prata em 2008 e bronze em 2012 jogando vôlei de praia.

A partida foi parte da campanha da Federação Internacional de Vôlei (FIVb) e da Confederação Europeia de Vôlei (CEV) para promover a modalidade. A meta é realizar um Campeonato Europeu de vôlei na neve em 2019 e um Campeonato Mundial em 2020.

“É preciso criar novos produtos, ter visão de longo prazo, planejar e executar projetos com capacidade para tomar dimensões não imaginadas. Minha longa carreira no mundo dos negócios me ajuda a identificar as oportunidades de investimento no crescimento do vôlei sob diversos ângulos”, afirmou o brasileiro Ary Graça, presidente da FIVb.

Incluir a modalidade nos Jogos Olímpicos de Inverno, no entanto, não está entre as prioridades da entidade. “Estamos encarando esse projeto com muita seriedade. Acreditamos que pode ser um grande sucesso e contribuir para aumentar o número de praticantes e a relevância do vôlei no mundo. O que queremos nesse momento é ter consistência e qualidade; entrar nos Jogos Olímpicos de Inverno é uma decisão para o futuro”, explicou Fábio Azevedo, diretor geral da FIVb.

O primeiro Campeonato Europeu de vôlei na neve será realizado entre 23 e 25 de março. Até aqui, 17 federações nacionais europeias realizam seus campeonatos da modalidade – com o reconhecimento da FIVb e da CEV.

Vôlei