PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


Posse de Bola #93: "Inter, Flamengo e Atlético-MG devem disputar o título"

Do UOL, em São Paulo

22/01/2021 12h42

Em uma rodada com três confrontos diretos envolvendo os seis primeiros colocados, o Brasileirão teve algumas indicações do que deve ser a sua reta final, com o Internacional de Abel Braga embalado com uma sequência de vitórias e agora uma goleada que tirou do São Paulo a liderança, o time de Fernando Diniz tendo de lidar com uma pressão ainda maior após uma derrota histórica no Morumbi, o Atlético-MG ainda na briga, apesar de ter deixado escapar a vitória sobre o Grêmio, e o Flamengo mostrando recuperação ao vencer e afastar o Palmeiras.

No podcast Posse de Bola #93, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam os destaques da rodada do Campeonato Brasileiro no meio de semana e como fica a briga pelo título, além da disputa do Corinthians por vaga na Libertadores e a reabilitação contra o Sport, na mesma semana em que foi goleado pelo Palmeiras, e ainda a zona de rebaixamento, que tem novamente o Vasco de Vanderlei Luxemburgo entre seus ocupantes.

Para Arnaldo, as vitórias de Internacional e Flamengo contra São Paulo e Palmeiras, e o empate do time atleticano, deixam a briga pelo título mais restrita às equipes comandadas por Abel Braga, Rogério Ceni e Jorge Sampaoli, considerando já as de Fernando Diniz e Abel Ferreira fora, assim como o Grêmio de Renato Portaluppi, sendo que nos casos de Palmeiras e Grêmio o motivo é o fato de haver outras disputas simultâneas, enquanto nos lados do Morumbi o impacto da goleada sofrida para o Inter deve deixar sequelas.

"Eu acho que nesse meio de semana com cara de mata-mata, com esses três confrontos diretos, três times saíram vivos mais ainda do que estavam, sobretudo o Internacional, óbvio, o Flamengo e o Atlético-MG, mesmo sofrendo empate no final com o Grêmio", afirma Arnaldo.

"Os demais, cada um por seu motivo, o Palmeiras pelas frentes todas, o Grêmio pela quantidade de empates e o São Paulo pela derrocada, estão saindo da disputa. Ainda tem muito mais rodada pela frente, mas Internacional, Flamengo e Galo devem monopolizar essa disputa nas rodadas finais", completa.

"Raí, Diniz e Daniel Alves devem sair do São Paulo caso não ganhem o título"

No caso do São Paulo, Arnaldo afirma que houve uma intervenção por parte da diretoria e algumas mudanças já poderão ser notadas pelo torcedor no jogo com o Coritiba, sob risco de mudanças mais severas no caso de manutenção da sequência negativa do time que liderava o Brasileirão, mas somou apenas um ponto nos últimos 12 disputados.

"Acho que vai dar para perceber na escalação antes do jogo mesmo, talvez na braçadeira de capitão e, sobretudo, na primeira dividida do jogo, se alguma coisa funcionou, e na primeira bola que for perto do Volpi para a tal da saidinha. O São Paulo, em alguns lampejos, momentos raros de humildade de seu treinador e seus principais jogadores, soube jogar de uma forma diferente. Jogou contra o Flamengo no Morumbi assim na volta da Copa do Brasil, jogou contra o Atlético-MG assim no Morumbi", diz Arnaldo.

O jornalista tem dúvidas se a nova intervenção da direção do São Paulo terá efeito, mas pontua que ao se confirmar a perda do título, o trio formado pelo executivo de futebol Raí, o técnico Fernando Diniz e o capitão do time Daniel Alves não devem permanecer.

"Eu tenho convicção de que se o São Paulo não fizer uma virada histórica e ganhar o título brasileiro, que para mim é completamente improvável, acho que o São Paulo tem que se preocupar em fincar o pé entre os quatro primeiros colocados agora, se o São Paulo não conseguir o título, o Raí já não iria e não vai continuar, o Fernando Diniz não vai continuar e o Daniel Alves não vai continuar", afirma Arnaldo.

"Esses caras não vão continuar, eles simbolizam essa situação, esses 20 dias entre a possibilidade de tirar o time da fila via Copa do Brasil, que era um título inédito, e via Brasileirão, em campo, apesar de a gente não poder ignorar todo o contexto de política, saídas, trocas e entradas, em campo é responsabilidade sobretudo do treinador e de seu capitão", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.