PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo: São Paulo está dando para Diniz o tempo que nenhum outro clube deu

Do UOL, em São Paulo

24/10/2020 04h00

Com pouco mais de um ano no comando do São Paulo, o técnico Fernando Diniz tem um confronto importante amanhã contra o Fortaleza, na disputa de uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil e diante de Rogério Ceni, treinador que o torcedor são-paulino idolatra e gostaria de ter de volta no time com o bom desempenho do time que treina, além dos tropeços do time de Diniz, como as eliminações no Paulistão e na Libertadores.

No podcast Posse de Bola #67, Arnaldo Ribeiro afirma que a ideia de contar com Rogério Ceni como técnico no lugar de Diniz na próxima temporada é justa e que o treinador teve no clube do Morumbi o seu maior período para trabalhar em relação às passagens anteriores pelo Athletico-PR e o Fluminense.

"Acho que o caminho para a próxima presidência do São Paulo está muito claro e muito fácil, fazer essa opção a partir de fevereiro. O Rogério, por tudo o que ele falou, essa declaração pós-jogo, não é que ele vai abandonar, largar o Fortaleza como ele fez como Cruzeiro na outra vez. Ele vai acabar a temporada, o contrato dele vai até dezembro, mas vai ser extendido até fevereiro para acabar a temporada 25 de fevereiro, mas aí eu acho que está caracterizado o fim de um ciclo, o trabalho maravilhoso que ele fez no Fortaleza, eu acho que o Fortaleza vai precisar respirar sem o Ceni e o Ceni vai para outros", diz Arnaldo.

"Diniz tem grande chance na carreira dele, ele está disputando mais alguns campeonatos. O São Paulo está dando para o Diniz o que nenhum clube deu, o Athletico-PR, o Petraglia no Athletico-PR adora o Diniz, só que chegou uma hora que a torcida falou 'ou arranca a cabeça desse cara aqui ou nós vamos arrancar a sua', e ele mandou o Diniz embora. E no Fluminense foi a mesma coisa. Quantos meses o Diniz ficou no Athletico-PR e quantos meses no Fluminense? Ele está no São Paulo há 13 meses e tem grande possibilidade de chegar a 16, de começar e encerrar o trabalho", completa.

O jornalista ressalta que o respaldo dado pelos dirigentes ao treinador no São Paulo foi inédito em sua carreira, além de destacar as possibilidades de ele alcançar algum título até o fim da temporada, mas defende que a melhor opção do clube na próxima gestão é contratar novamente Rogério Ceni.

"Não é sacanagem com o Diniz, pelo contrário. O Diniz está, digamos, invertido a ordem natural do futebol brasileiro ficando em um clube na fila, tendo colecionado alguns vexames e sendo respaldado mesmo assim, concorda que sacanagem não tem? Pelo contrário, ele ainda tem uma chance que é classificar na Copa do Brasil, se manter vivo, tentar ganhar um torneio, tem a Sul-Americana, tem a Copa do Brasil, tem que tentar talvez manter a posição no Brasileiro de zona de classificação para a Libertadores", analisa Arnaldo.

"Tem muita coisa para o Diniz fazer, independentemente de que a decisão seja, da próxima presidência do São Paulo trazer o Ceni como óbvia solução a partir de fevereiro de 2021, é o que eu faria", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol