PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Red Bull confirma que pedaços de AlphaTauri atrapalharam corrida de Verstappen

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

04/07/2022 21h27

Neste último domingo (3), Verstappen teve um dia muito frustrante causado por destroços de uma AlphaTauri e que acabou resultando em um sétimo lugar do holandês. O piloto da Red Bull até parou para trocar os pneus após reclamar para equipe que havia algo de errado no carro, porém a equipe austríaca confirmou que o problema foi uma parte do carro da AlphaTauri ficou presa no carro de Verstappen, essa peça se soltou após uma colisão entre Tsunoda e Gasly.

+ Sainz vence pela primeira vez na Fórmula 1 no GP de Silverstone; Pérez e Hamilton completam o pódio

– Foi tão ruim que parecia um furo. Basicamente, na volta 11 ele atingiu destroços de uma AlphaTauri depois do incidente que eles tiveram. Então, ele completou a corrida com um assoalho modificado, com um pedaço da placa lateral da AlphaTauri presa na parte de baixo do carro – lamentou o chefe Christian Horner.

O incidente entre as AlphaTauris ocorreu quando Tsunoda tentou ultrapassar seu parceiro, Gasly, de uma maneira juvenil, porém o francês fechou a porta e resultou em uma colisão entre os dois pilotos.

Verstappen e peça da AlphaTauri que acabou com a sua corrida – Foto: Divulgação

– É claro, porque estava embaixo, não havia nada óbvio ? não era como se metade do assoalho estivesse pendurado. Então, foi difícil entender o que houve inicialmente e por isso Max [Verstappen] reportou um furo de pneu. Mas havia algo maior que isso acontecendo – salientou Horner.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

No final de tudo isso, Sainz se aproveitou e tomou a ponta da corrida e garantiu sua primeira vitória na Fórmula 1. Horner disse no pós-corrida que se Verstappen não tivesse tido esse problema ele poderia tranquilamente ter pelo menos figurado no pódio de Silverstone.

-Você podia ver que ele era certamente mais rápido do que Carlos [Sainz]", afirmou Horner. "Ele não queria gastar muito o pneu cedo demais e trabalhou até ficar próximo a ele antes de passar. Então, infelizmente, uma volta depois ele atinge os destroços. Ele reportou um furo de pneu que não conseguíamos ver nos dados, mas você obviamente precisa confiar no piloto – ressaltou o chefe da Red Bull.

-Então, paramos por precaução e aí vimos que haviam destroços de fato, Carlos Sainz, eu acho, tinha falado quando estava atrás dele que pedaços estavam se soltando da parte de baixo do carro de Max – comentou Horner.

O chefe da Red Bull explicou a estratégia pensada pela RBR, que colocou pneus duros no carro de Verstappen com o plano de seguir até o final da corrida. Porém, dois imprevistos entraram no caminho: o holandês perdeu ainda mais ritmo com um carro que já estava danificado e ainda utilizava o composto mais lento que estava difícil para se adaptar, e um safety-car na reta final da corrida, causado pelo abandono de Esteban Ocon, mudou os planos de todas as equipes.

Com esse safety car a Red Bull que não tinha “nada a perder” nas palavras de Horner, chamou Verstappen e colocou os pneus macios para ele terminar a corrida. No final o atual campeão terminou a corrida no sétimo lugar depois de uma bela briga com Mick Schumacher.

-Com os pneus médios, ele estava obviamente lutando o mais forte que podia, mas de repente sua corrida fica focada nos carros que você está correndo contra, que eram Alpine e Aston Martin naquele momento. Então, paramos para colocar pneus duros e levar o carro até o fim, porque sentimos que era a melhor forma de terminar em sétimo – revelou o chefe da Red Bull.

-Então, quando chegou o safety-car, não tínhamos nada a perder. Ou terminávamos fora dos pontos, ou colocávamos os pneus macios para ver o que podíamos fazer. E ele ainda conseguiu passar alguns carros e lutou forte para manter o sétimo lugar, que rendem seis valiosos pontos – finalizou Horner.

Futebol