PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Campeonato Pernambucano 2022: fórmula de disputa, elencos, favoritos e expectativas

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

27/01/2022 10h30

O Campeonato Pernambucano de 2022 já iniciou e os clubes iniciam mais uma edição em busca do triunfo estadual. Largam com favoritismo, Sport e Náutico, mas outras equipes também podem surpreender. O Esporte News Mundo fez um guia especial explicando como funciona o Pernambucano e tudo que o torcedor precisa saber sobre o campeonato.

FÓRMULA DE DISPUTA

A competição iniciou em 22 de janeiro, com 10 times que irão disputar o título: Náutico, Sport, Santa Cruz, Salgueiro, Afogados, Vera Cruz, Retrô, Sete de Setembro, Caruaru City e Íbis. Os 10 times irão se enfrentar em turno único (9 rodadas), os 2 melhores da 1ª fase irão direto para as semifinais e os times que terminarem de 3° ao 6° irão disputar as outras duas vagas na semifinal através do mata-mata. Os quatro últimos da primeira fase irão para o quadrangular, os dois primeiros escapam do rebaixamento.

As quartas e semifinais serão em jogo único, o mando de campo privilegia o melhor colocado da primeira fase. A decisão será em ida e volta.

NORDESTÃO, COPA DO BRASIL E SÉRIE D

O campeão garante vaga na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste de 2023, o vice-campeão também garante vaga na Copa do Brasil. O time que terminar a primeira fase com mais pontos, também assegura vaga na Copa do Brasil.

Os dois times sem divisão e mais bem colocados na 1ª fase, asseguram sua vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2023.

AFOGADOS

Após boas campanhas em 2019 e 2020, aonde chegou as semifinais, a Coruja quer voltar as semifinais para quem sabe, conseguir novamente uma vaga na Copa do Brasil.

Para isso, o Afogados conta com Sérgio China como treinador, ele tem 54 anos e tem bastante experiência no futebol nordestino. De passagens por Campinense, ABC, Salgueiro e Guarany de Sobral, China espera ser finalista, assim como em 2015, quando treinava o Salgueiro.

CARUARU CITY

Campeão da Série A2, o Leopardo tem a folha mais modesta dessa edição do Pernambucano: R$ 45 mil. O nome escolhido pra treinar o City, foi uma prata da casa. Thyago Marcolino, tem 35 anos, está no projeto desde 2015 e levou o time ao título da A2 pernambucana.

A principal referência do time é Candinho, camisa 10, que acumula mais um Pernambucano no currículo. O meia de 35 anos, tem passagens por Central, Afogados, Retrô e Bahia de Feira.

ÍBIS

Após 22 anos, o “Pior Time do Mundo” está de volta a elite. Seu treinador, é Carlos Alberto, de 53 anos que está no time desde 2019, e ajudou na luta da tão sonhada volta a elite. O destaque vai para Kelven, artilheiro do Pássaro Preto e da A2 de 2021 com seis gols.

NÁUTICO

Em 2022, o Timbu dividirá as atenções entre o Nordestão e a Copa do Brasil, e o treinador Hélio dos Anjos já afirmou que não vai priorizar nenhum torneio. O destaque, com Kieza se recuperando de lesão, vai para Jean Carlos, ele renovou seu contrato até 2024, já ganhou Pernambucano e Série C, e vai em busca de mais troféus.

RETRÔ

Após uma campanha abaixo das expectativas em 2021, a Fênix quer reviver a campanha que fez em 2020, e garantir novas vagas na Série D e Copa do Brasil. E no comando técnico, a aposta é caseira. Dico Wooley, de 39 anos, assumiu o time após a saída de Milton Mendes e foi oficializado para a temporada.

O destaque fica para Renato Henrique, camisa 10, campeão em 2020 com o Salgueiro, ele chega para ser referência da Fênix. Ele também tem passagens por clubes como Náutico, Boa Esporte, Guarani e Desportivo Brasil

SALGUEIRO

Nos últimos 8 anos, o Carcará foi finalista em 3. Por isso, a meta é continuar brigando na parte de cima da tabela para voltar a Copa do Brasil e garantir sua vaga na Série D.

Para isso, Silvio Criciúma vai comandar o Carcará. Ele tem 50 anos e tem passagens por Aparecidense, ABC e Paraná, além de ter comandado o Central no Estadual e Série D de 2020 e caído nas graças do torcedor da Patativa.

SANTA CRUZ

Com calendário enxuto nos primeiros meses de 2022, o Tricolor sonha surpreender no Estadual – tal qual 2011, quando foi campeão, estando na Série D, bem abaixo de Náutico e Sport. – Para conduzir o Santa este ano, a diretoria aposta em Leston Júnior. Não teve uma boa passagem em 2019, foi eliminado no início da Série C. Quer trilhar um novo caminho no Arruda.

O destaque fica a cargo de Walter, a sua contratação teve dedo de Marcelo Segurado, ele tinha trabalhado com o atacante no Goiás, quando estava no auge da sua carreira. Com uma discretíssima passagem pela base da Cobra Coral, com 32 anos ele tenta retomar ao brilho da carreira.

SETE DE SETEMBRO

Depois de no ano passado ter escapado do rebaixamento na última rodada, a equipe de Garanhuns quer passar menos aflição neste ano. O lobo-guará fez pré-temporada na Região Metropolitana do Recife e contratou Jobson (sim, aquele mesmo), porém o atleta saiu após 10 dias de treinamento.

E o técnico para este ano é Luis Miguel. Português, chegou em 2006 para treinar o Vitória/PE e não parou mais. Desde então, ele tem mais de 30 clubes e 2 títulos de segunda divisão no currículo.

SPORT

De calendário cheio, o Leão da Ilha divide as atenções entre Pernambucano, Copa do Brasil e Copa do Nordeste nesses primeiros três meses. Gustavo Florentín terá seu primeiro estadual na carreira, ele está no Sport desde agosto do ano passado para evitar a queda do time. Não conseguiu, mas fez um trabalho que agradou torcida e diretoria.

Mikael vem como um destaque do Leão para esse início de temporada. Terminou o ano passado com 15 gols e 1 assistência, sendo o artilheiro do time. Ele até foi sondado por clubes brasileiros e estrangeiros, mas segue na Ilha. Tem contrato até dezembro de 2023.

VERA CRUZ

Com equipe jovem, o Galo das Tabocas chegou nas quartas de final no ano passado. A base do elenco consiste em jogadores formados pelo próprio clube. O estádio Carneirão, em Vitória de Santo Antão permanece desativado, e o time irá mandar seus jogos na Arena Pernambuco.

Quem irá comandar o Galo é Gabriel Lisboa, de 33 anos, o técnico mais novo do campeonato. Apesar da pouca idade, já treinou times como Salgueiro, Porto e Flamengo de Arcoverde.

O destaque vai para Rayder, de 32 anos, vindo do Sint-Niklaas da Bélgica. Ele tem passagens pela base de Atlético-GO e Goiás e rodou por times de menor expressão da Europa.

Futebol