PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Matheus Cunha é decisivo e Atlético de Madrid vira sobre o Valencia nos acréscimos

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

22/01/2022 19h44

Virada espetacular! O Atlético de Madrid venceu o Valência, nos acréscimos, por 3 a 2, neste sábado (22), no Wanda Metropolitano, pela 22ª rodada do Campeonato Espanhol. Com o resultado, os Colchoneros seguem na 4ª colocação da La Liga, agora com 36 pontos e se mantém no G-4 do campeonato, mesmo em caso de vitória da Real Sociedad sobre o Getafe, neste domingo (23). Com a derrota, a equipe valenciana estaciona na 9ª posição com 29 pontos, mas ainda pode ser ultrapassada por outros times ao final da rodada. Os gols da partida foram marcados por Matheus Cunha, Ángel Correa e Hermoso; Musah e Hugo Duro descontaram para os visitantes.

1° TEMPO

A etapa inicial foi de domínio completo do Valencia. Com uma marcação alta, a equipe visitante dificultava as saídas de bola do Atlético de Madrid e chegava com perigo ao gol de Oblak, após as roubadas na intermediária de ataque. Aos 24', os visitantes abriram o placar: Gonzalo Guedes recebe na direita, inverteu a jogada para o lado esquerdo com Musah; o norte-americano encarou a marcação de Vrsaljko, cortou para o meio e chutou no cantinho direito.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Com o gol, o Valencia passou a controlar a posse de bola, enquanto que o Atlético de Madrid passou a demonstrar muito nervosismo no jogo, com muitos erros de passe e muitas faltas. A melhor chance dos Colchoneros na partida foi aos 43': Carrasco cobrou a falta na área e Luis Suárez cabeceou sobre o gol. Antes do intervalo, no entanto, os visitantes chegaram ao segundo gol: a zaga madridista afastou mal, Toni Lato fez o domínio na entrada da área e fez o passe para Hugo Duro tocar para o gol, na saída de Oblak.

2° TEMPO

A postura do Valencia na volta do intervalo permitiu o crescimento, ainda que desorganizado, do Atlético de Madrid na etapa final. Mais recuado, a equipe valenciana viu o adversário chegar duas vezes com perigo, logo nos primeiros minutos: aos 2', em finalização de Carrasco por cima do gol, e aos 10' em chute de Luis Suárez em cima do goleiro Doménech.

A entrada do brasileiro Matheus Cunha aumentou o volume de jogo do Atlético de Madrid. Aos 18', o atacante escorou escanteio na pequena área cobrado por Carrasco para diminuir a desvantagem. A pressão dos Colchoneros cresceu, em busca do gol de empate: aos 25', Hermoso chegou à linha de fundo e cruzou para trás nos pés de Suárez, mas o uruguaio finalizou sem direção. Aos 34', quase o gol de empate: Carrasco fez ótima jogada pela esquerda, tocou para Ángel Correa, que finalizou cruzado e Doménech desviou com a ponta dos dedos para fora.

+ Com virada nos acréscimos, Inter vence Venezia e se mantém na liderança isolada da Série A

Com o Valencia cada vez mais recuado, o empate do Atlético de Madrid era questão de tempo. Aos 45', Carrasco cruzou de trivela buscando Suárez, o uruguaio não alcançou, mas o goleiro Domenéch soltou a bola nos pés de Ángel Correa, que finalizou para deixar tudo igual. Os sete minutos de acréscimos e a empolgação da torcida mostravam aos Colchoneros que era possível buscar uma virada nos minutos finais. O que parecia improvável aconteceu aos 47': Ángel Correa tocou de calcanhar para Matheus Cunha, o brasileiro invadiu a área e chutou cruzado para encontrar Hermoso na segunda trave, livre, para decretar a virada.

A La Liga faz uma pausa de duas semanas para as partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo. No retorno dos jogos no início de fevereiro, o Atlético de Madrid tem o clássico com o Barcelona, fora de casa, no dia 6. Ainda na Copa do Rei, o Valência encara o Cadiz nas quartas de final da competição, no dia 2.

Futebol