PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dana White revela que UFC pode mudar eventos após norma do governo dos EUA

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

20/10/2021 15h40

Com os Estados Unidos obrigando as pessoas que viajarem ao país a comprovarem estar vacinadas contra a Covid-19 a partir de novembro, o UFC pode ser fortemente afetado por isto. E Dana White já apontou qual a solução que o Ultimate seguirá com isto.

Em entrevista coletiva após a edição desta terça-feira (19) da Contender Series, o presidente da organização declarou que pode ter que mudar cards que estão marcados para novembro para Abu Dhabi. Com isso, até aponta a chance de reabrir a estrutura da ‘Ilha da Luta’, criada em 2020 para poder sediar cards internacionais em meio a pontos mais graves da pandemia.

– Sempre disse que não sei quando essa loucura vai acabar, mas lá vamos nós de novo… Não sei, acho que vamos ter a Ilha da Luta de novo declarou White aos jornalistas.

LEIA MAIS

+ Amanda Ribas fala da próxima luta no UFC, das incertezas da carreira e da adolescência como Judoca

A partir do dia 8 do próximo mês. estrangeiros que viajarem para os EUA terão que, obrigatoriamente, apresentar comprovante de que foram vacinados e também um teste negativo para a Covid-19 feito em até 72 horas antes da viagem. Um memorando de dirigentes do Ultimate foi enviado aos lutadores falando sobre tal nova norma imposta pelo governo americano.

Com a obrigatoriedade da vacina, o UFC, que se posicionou contra ‘forçar’ seus lutadores a se imunizar, pode sofrer problemas com os atletas que vivem e treinam fora dos Estados Unidos e que terão que viajar para os eventos das semanas seguintes à implantação do procedimento. Para tentar driblar isto, Abu Dhabi surgiria novamente como a solução para evitar mudanças mais drásticas em eventos futuros.

– Estamos querendo fazer mais eventos lá. Vou para Abu Dhabi na quarta-feira e terei muitas reuniões por lá. Estou morrendo de vontade de mostrar a vocês tudo o que está acontecendo por lá. Então, irei resolver tudo nesta viagem – afirmou o chefão.

Futebol