PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Maioria dos favoritos vai à final nos saltos; Brasileiro também consegue vaga

04/08/2021 20h42

Tóquio, 3 ago (EFE).- Os principais favoritos ao título olímpico na competição individual de saltos do hipismo nos Jogos de Tóquio conseguiram nesta terça-feira classificação à final da competição, com exceção do suíço Steve Guerdat, e um dos dois cavaleiros brasileiros na disputa também garantiu vaga na decisão.

Yuri Mansur, montando 'Alfons', zerou o percurso em 86s74, sem perder ponto por excesso de tempo - assim como mais 24 conjuntos dos 30 que se classificaram para a decisão. O outro representante do Brasil na prova, Marlon Modolo Zanotelli ('Edgar M'), foi o quinto mais rápido no circuito (84s11), mas cometeu uma falta que o deixou em 32º lugar, dois atrás do último a avançar à final.

Entre os favoritos, Guerdat ('Venard de Cerisy'), terceiro colocado no ranking mundial e campeão olímpico em Londres 2012, também não conseguiu passar das eliminatórias por ter derrubado um obstáculo.

O britânico Ben Maher ('Explosion W') foi o mais rápido a completar o percurso, em 81s34, e não cometeu faltas. O número 1 do mundo, o alemão Daniel Deusser, com 'Killer Queen', foi o 12º melhor da fase classificatória, com tempo de 86s14.

Outros destaques da prova no cenário mundial, como o suíço Martin Fuchs ('Clooney 51'), com o tempo de 87s56, e o vice-campeão olímpico no Rio 2016, o sueco Peder Fredricson ('All In'), com a marca de 85s83, também avançaram entre os 30 melhores.

Outros classificados hoje foram a brasileira naturalizada portuguesa Luciana Diniz ('Vertigo du Desert') e o irlandês Cian O'Connor ('Kilkenny') - cavaleiro que, em 2004, devido ao doping de seu então cavalo 'Waterford Crystal', perdeu a medalha de ouro nos Jogos de Atenas para Rodrigo Pessoa.

A americana Jessica Springsteen ('Don Juan van de Donkhoeve'), filha do cantor Bruce Springsteen, ficou de fora da final, com quatro pontos.

A final da prova individual de saltos individuais será disputada no Parque Equestre Baji Koen na quarta-feira, a partir das 11h (horário de Tóquio; 23h desta terça-feira em Brasília). EFE

jap/id

Esporte