PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Maher dá novo ouro ao Reino Unido nos saltos; Brasileiro fica em 20º

04/08/2021 20h43

Tóquio, 4 ago (EFE).- Cinco anos depois de Nick Shelton sagrar-se campeão olímpico no Rio de Janeiro, Ben Maher, montando 'Explosion W', voltou a dar à Grã-Bretanha a medalha de ouro na prova individual de saltos no hipismo.

Maher subiu ao topo do pódio nos Jogos de Tóquio, superando na final da disputa, nesta quarta-feira, o sueco Peder Fredricson ('All In'), que ficou com a prata, assim como em 2016, e o holandês Maikel van der Vleuten ('Beauville Z'), que faturou o bronze - medalha que ele também havia conseguido em 2012, na prova por equipes.

O britânico zerou o percurso em sua primeira apresentação e teve que disputar um desempate com os outros dois cavaleiros que subiram ao pódio, além de Henrik von Eckermann e Malin Baryard-Johnsson, da Suécia, e Daisuke Fukushima, do Japão.

No jump-off, ninguém cometeu faltas, e com isso venceu quem foi o mais rápido a completar o exigente percurso projetado pelo espanhol Santiago Varela Ullastres. Maher teve o tempo de 37s85, contra 38s02 de Fredricson e 38s90 de Van Vleuten.

Os números 1 e 2 do ranking mundial, o alemão Daniel Deusser e o suíço Martin Fuchs, acabaram fora da disputa por medalhas na primeira apresentação na final, por terem cometido duas faltas e perdido oito pontos. Este foi o mesmo desempenho do único brasileiro a chegar à decisão, Yuri Mansur, que ficou na 20ª posição geral..

Nascido em Enfield em 30 de janeiro de 1983, Maher ganhou seu segundo ouro olímpico - também foi campeão por equipes nos Jogos de Londres, em 2012. Ele terminou em 19º lugar na competição individual em Pequim 2008, em nono em Londres e em 25º no Rio 2016.

Após passar por uma cirurgia nas costas no início de 2020, ele se recuperou com muito esforço, e nem a pandemia de covid-19 atrapalhou seu sonho de ir a Tóquio ao lado de "Explosion W", com quem ganhou inúmeras provas.

Com a vitória de Maher, a Grã-Bretanha conseguiu a quinta medalha em provas do hipismo em Tóquio, igualando a performance obtida em Londres. O país também ganhou ouro por equipes e prata individual, com Tom McEwen, no CCE, além de bronze por equipes e individual, com Charlotte Dujardin, no adestramento.

A eliminatória da prova por equipes nos saltos será disputada na sexta-feira, e a final, no sábado. EFE

jap/id

Esporte